Nutri Super Health

  • Extrair sumo do gengibre

    Algumas receitas, particularmente em pratos asiáticos, referem o sumo de especiarias, nomeadamente o gengibre.

  • Torta de abobrinha sem glúten

    Não coloque demasiado sal no refogado porque os queijos já são salgados. Pode-se também acrescentar pedaços de queijo branco fresco e/ou presunto picado

  • Pão de batata sem glúten

    Apropriada para celíacos, esta receita recorre à farinha de arroz e à fécula de batata

  • Aprenda a congelar ervas aromáticas

    A congelação de ervas aromáticas é uma técnica muito útil que permite que possa usufruir por mais tempo dos “cheiros” que plantou em casa.

  • Quinoa, o “grão de ouro”

    Um cereal conhecido pela sua riqueza em proteínas, quando comparado com outros cereais. Também uma fonte de cálcio, magnésio e ferro. Ótimo na confeção de pães, pudins e massas para biscoitos.

  • Fazer caldos de carne caseiros

    Fazer um caldo caseiro é simples, necessita de poucos recursos e muito prático. As preparações culinárias podem, assim, ser um deleite e simultaneamente saudáveis de diversas formas.

  • Teste dos nutrientes inteligentes

    Um questionário para saber se o seu filho(a) faz uma alimentação saudável de forma a que tenha todo o potencial para ser um ótimo aluno.

  • Levedura de cerveja

    A levedura de cerveja é uma excelente fonte de proteínas, com todos os aminoácidos essenciais, é de fácil digestão e possui diversas vitaminas e sais minerais, indispensáveis ao bom funcionamento do organismo.

  • Aumentar o consumo de água entre os jovens

    Não poderia deixar de escrever sobre uma das medidas do Programa Nacional para a Alimentação Saudável, que tem como objectivo incentivar o consumo de água e combater a obesidade.

  • Ortorexia

    O termo Ortorexia deriva da palavra Grega “orthos”, que significa próprio, correto e da palavra “orexia”, que significa apetite. É considerado um transtorno alimentar, caracterizado por uma obsessão com a prática de uma alimentação saudável.

  • O impacto da alimentação no aparecimento de cancro

    Os nossos comportamentos alimentares são responsáveis por um bom número de cancros que desenvolvemos, defende a especialista Joana Pinheiro.

  • Preparar o corpo para os dias frios

    Quando a temperatura ambiente baixa torna-se mais propício o aparecimento de constipações, gripes, tosse, amigdalites, entre outros problemas. Para prevenir o aparecimento destas complicações de saúde, aconselha-se a manter em forma o sistema imunitário.

  • Um Natal sem aumento de peso

    As épocas festivas do Natal e Fim de Ano são celebrações que apesar de desejadas, resultam em preocupação quanto aos possíveis quilos adicionais.

  • Carne vermelha - Consumir em pequenas quantidades

    Já há muito se fala que a carne vermelha, como a de vaca e porco, deve ser consumida com moderação.

  • Saúde e nutrição - Distorção da imagem corporal

    A forte pressão dos media atualmente, bem como o padrão de beleza existente e a moda levam a uma certa tendência de condicionamento e distorção da imagem corporal que as mulheres têm de si mesmas. Nos homens, parece que estes estereótipos não causam grande turbulência, no entanto verifica-se também a possibilidade de existência de uma distorção da imagem corporal.

  • Picar ervas aromáticas

    Picar ervas aromáticas depende sempre do objetivo final.

  • Pão espelta

  • Suplementação: nem sempre nem nunca

    Em consulta deparei-me com uma afirmação que ouço com regularidade: “os suplementos alimentares como são à base de produtos naturais não fazem mal”. Um engano.

  • Agentes anticancro nos nossos pratos

    Hoje em dia sabe-se que são diversos os fatores que podem predispor ao aparecimento de cancro no nosso organismo, entre eles o tabaco, a poluição, as radiações. Mas também a forma como nos alimentamos.

  • Produtos light - Benéficos ou enganosos?

    Muitas pessoas recorrem aos produtos light para ingerir alimentos ou bebidas com um menor teor de "açúcares" ou "gordura" e consequentemente com um menor valor energético. Estes produtos estão vocacionados para pessoas que querem perder/manter peso, mas também para os diabéticos e pessoas com doença cardiovascular.

  • O multifacetado gengibre

    Oriundo da Índia e da China, o gengibre é uma especiaria empregue há mais de 3000 anos. Ao longo dos tempos tem sido utilizado por favorecer a digestão, prevenir constipações, minorar as dores de garganta, estimular a circulação sanguínea, combater o enjoo.

  • Pasta de atum

  • Reduzir o consumo de sal

    A utilização de sal na preparação e confeção de alimentos, deve ser sempre mínima, quer em pessoas saudáveis, quer em pessoas que tenham doença cardiovascular.

  • Celulite - Prevenir é o melhor remédio

    A celulite ou lipodistrofia ginóide é considerada atualmente uma doença e não apenas uma simples deformação estética. Os fatores para o seu aparecimento são vários: alimentação inadequada, tabaco, sedentarismo, problemas circulatórios, herança genética, consumo de álcool e desequilíbrio hormonal.

  • O impacto de uma alimentação mediterrânica

    Segundo um estudo publicado pelo American Journal of Clinical Nutrition, por investigadores da Universidade de Maastricht, a prática de uma alimentação mediterrânica prolonga a vida.

  • Chá Gorreana

    Portugal possui ainda alguns tesouros pouco conhecidos. Entre eles encontra-se o chá Gorreana, produzido nos Açores.

  • Os peixes gordos devem ser evitados?

    Mito… Deve haver um consumo regular de peixe. Todos os peixes são excelentes fontes fósforo, iodo, flúor, zinco, cobre, selénio, ferro, vitaminas do complexo B e vitamina D3.

  • Gratinado de vegetais de inverno

    Couve, cenoura, batata e batata-doce envolvem-se nesa receita com um delicioso molho branco

  • Consumo de ameixas secas e osteoporose

    Foi publicado um estudo pelo British Journal of Nutrition, onde se demonstrou que a saúde óssea de mulheres em pós-menopausa pode ser beneficiada com o consumo regular de ameixas secas.

  • Truques de culinária para reduzir a gordura

    Na culinária existem muitas estratégias para reduzir a quantidade de alimentos pertencentes ao grupo dos óleos e gorduras, como a manteiga, as natas, o óleo.