Desafio: conciliar a vida profissional e a pessoal

Conseguir conciliar o trabalho e a vida pessoal de forma saudável pode ser complicado nos dias que correm. Contudo, certas dicas e funções permitem uma maior flexibilidade. Saiba quais são.

Os trabalhos estão cada vez mais loucos: o ritmo aumentou, a pressão também e muitas vezes uma só pessoa faz o trabalho de várias. Então se for o caso de ter um negócio próprio há uma sensação de preocupação constante e parece que nunca consegui desligar desse universo. O desafio está em assimilar que uma coisa é estar alerta em relação ao seu trabalho, e outra é vivê-lo em tempo integral. Todas as pessoas precisam de momentos de descanso, aliás, eles são fundamentais para que estejamos mais dispostos a trabalhar e a aproveitar a vida na sua plenitude. Quando não se sabe separar o trabalho da família, as coisas começam a ir mal para os dois lados. Nestes casos é preciso rever os hábitos e implementar as mudanças necessárias com muita autodisciplina e força de vontade.

Um estudo global da Accenture de 2012, intitulado «Defining Success», mostra que mais de dois terços das profissionais do sexo feminino e masculino de todo o mundo consideram que ter poder significa «ter tudo», ou seja uma carreira bem sucedida e uma vida pessoal preenchida fora do escritório. Este último aspeto é considerado tão importante que muitas pessoas escolhem um emprego com base no potencial impacto do mesmo no equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Cerca de 70% de mulheres e homens acreditam que podem conciliar uma carreira de sucesso com a vida pessoal – no entanto, 50% referem não conseguir «ter tudo ao mesmo tempo». Ainda assim, mais de metade (52%) afirma ter recusado um trabalho devido a preocupações quanto ao impacto no equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.
A verdade é que este equilíbrio está no topo das prioridades para uma carreira bem sucedida (citado por 56%), acima da remuneração, do reconhecimento e da autonomia (aspetos referidos por 46%, 42% e 42%, respetivamente).

Adrian Lajtha, ‘chief leadership officer’ (CLO) da Accenture, refere a propósito do estudo: «Ao longo das suas carreiras, os profissionais irão redefinir continuamente as características do sucesso. Para muitos, objetivos de carreira e prioridades pessoais serão determinantes em alturas diferentes ao longo da vida. Enquanto os profissionais de hoje lutam para encontrar o equilíbrio perfeito, as organizações líderes encontrarão formas inovadoras de ajudá-los a desenvolver, crescer e prosperar.»
No estudo constatou-se ainda que a tecnologia desempenha um papel fundamental na obtenção do equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, apesar de os participantes expressarem sentimentos contraditórios em relação ao impacto nas suas vidas pessoais. Mais de três quartos (77%) concordam que a tecnologia lhes permite ser mais flexíveis com os seus horários, e 80% afirmam que ter um horário de trabalho flexível é extremamente importante para o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Contudo, 70% dizem que a tecnologia se traduz em mais tempo de trabalho no seu horário pessoal.

Segundo outro estudo realizado pela Braun Research e a Pfizer Consumer Healthcare, Portugal é um dos países europeus onde há maior dificuldade em encontrar um balanço entre o âmbito profissional e pessoal. Assim sendo há algumas medidas simples para obter grandes progressos e aproveitar o melhor da sua vida profissional e da sua vida familiar.

Saiba também: Seja mais persuasivo

Está feliz ou acomodado no seu trabalho?

Comentários