Como ter o crédito pessoal mais barato

O crédito pessoal é uma ferramenta que permite responder às suas necessidades de liquidez.

Permite responder a algumas perguntas, como sendo:

  • Tem uma despesa urgente?
  • Precisa de liquidar algum crédito para poupar dinheiro?
  • Quer dinheiro para as férias ou para a compra de um carro?

O crédito pessoal pode ser a solução, mas devemos procurar sempre as alternativas mais baratas para evitar estar a dar o nosso precioso dinheiro às instituições financeiras. Veja de seguida algumas das dicas do Dr. Finanças para ter o crédito pessoal mais barato

Tenha atenção todas as suas despesas

Se quer ter um crédito pessoal aprovado deverá ter em atenção a forma como defende o seu pedido. Uma das áreas a que deverá dar mais atenção é aos seus extratos bancários pois estes dão-lhe uma fotografia fiel do seu orçamento familiar. Ao fazer o seu pedido de crédito o banco irá querer analisar os seus extratos bancários e perceber os seus hábitos de consumo. Veja especialmente:

  • Evite despesas de jogo (e levantamentos no multibanco perto dos casinos);
  • Nunca tenha juros de mora;
  • Tenha recebimento estável na mesma conta bancária.

Controle todas as despesas fixas

O campo das despesas fixas é também analisado quando é calculada a sua taxa de esforço. Na prática, os bancos irão analisar a sua taxa de esforço corrigida por estas despesas. O mesmo será dizer que vão perceber qual a porção do seu vencimento fixo que é utilizado para pagar as suas despesas fixas e as suas prestações com créditos.

Para baixar as suas despesas fixas sugerimos que tenha em especial atenção:

Utilize o seu poder negocial

Os bancos querem ter bons clientes e vão fazer por conquistá-lo enquanto cliente. Deste modo, será possível negociar com a banca (e com diversos bancos) de modo a conseguir reduzir a taxa de juro do seu crédito. Adicionalmente, sugerimos que foque a sua atenção nos produtos que o banco irá tentar vender com o seu crédito, como sendo os seguros, os produtos de prestígio e outras comissões associadas.

Nunca se esqueça de simular

Um último ponto que poderá fazer toda a diferença na sua tomada de decisão consiste na necessidade de simular diferentes cenários. Por exemplo, deverá perceber qual o impacto da subida das taxas de juro na sua prestação (isto se escolheu taxa de juro variável). Perceber se terá capacidade de pagar a prestação em caso de ver o seu rendimento reduzido por algum motivo. Para ter uma ideia da prestação do seu crédito utilize o simulador de crédito do Dr. Finanças.

artigo do parceiro:

Comentários