Dieta de inverno

Os meses de maior frio exigem uma alimentação com dose reforçada de vitamina C. Saiba quais são os 10 alimentos que mais deve privilegiar nesta altura.

Reforce o consumo de alimentos como os citrinos (a laranja, o limão e o quivi surge no topo da lista) em sumo ou em associação com outro alimento importante para o reforço das nossas defesas, como o iogurte. Infusões e chás ajudam a mantermo-nos quentes, a uma maior fluidez das secreções e a uma expulsão mais eficaz destes microrganismos. Sopas, com abundante variedade de legumes coloridos e produtos hortícolas, são excelentes fontes de nutrientes protetores, como a vitamina C.

Ainda assim, não abuse. 75 mg é o consumo diário de vitamina C recomendado para o sexo feminino enquanto que, para o masculino, é de  90 mg. Por estarem mais expostos a fatores de oxidação celular, os fumadores devem ingerir por dia mais 35 mg de vitamina C. Esta vitamina, reconhecida pelo seu poder antioxidante, «ocupa um papel central no reforço do sistema imunitário», refere Miguel Rego, nutricionista.

«No entanto, os citrinos não são os que contêm maior teor desta vitamina, embora sejam os que mais facilmente conseguimos consumir numa quantidade próxima dos 100 g», esclarece ainda o especialista. Saiba quais são os 10 alimentos que mais deve privilegiar nesta altura. Veja também a galeria de imagens com os 10 superalimentos que reforçam as defesas e (ainda) fazem emagrecer e saiba quais são as sete coisas que deve fazer de manhã para emagrecer.

Top 10 dos alimentos ricos em vitamina C

Segundo a tabela da composição dos alimentos portugueses do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, em Lisboa, são estes os alimentos que contêm maior teor de vitamina C por cada 100 g:

1. Salsa crua (220 mg)

2. Couve-galega (148 mg)

3. Couve-de-bruxelas (115 mg)

4. Pimento (90 mg)

5. Agrião (77 mg)

6. Couve-flor (73 mg)

7. Quivi (72 mg)

8. Papaia (68 mg)

9. Couve roxa (57 mg)

10. Laranja (57 mg)

Texto: Carlos Eugénio Augusto

artigo do parceiro:

Comentários