10 mandamentos para uma família alimentada de forma saudável

A obesidade infantil é uma (nova) epidemia social que tem implicações no seio familiar no presente e depois também no futuro. Veja quais são os 10 conselhos fundamentais dos especialistas e... siga-os!

Nem é preciso olhar para os últimos estudos e dados estatísticos para o comprovar. Basta ir a uma qualquer praia ou piscina no verão ou pura e simplesmente andar na rua em qualquer altura. As crianças portuguesas estão mais gordas, alimentam-se pior e ingerem maiores quantidades de alimentos do que deveriam.

Além disso, brincam menos na rua, mexem-se menos e estão mais sensíveis a doenças como a obesidade e a hipertensão. Segundo um estudo português apresentado no XXI Congresso Português de Cardiologia, quase 13% das crianças e jovens entre os 5 e os 18 anos já revelam problemas de tensão arterial.

Para que os erros cometidos hoje não gerem as patologias do futuro, nada como apostar na prevenção, incluindo a prática de exercício físico regular na rotina diária dos mais pequenos (e de toda a família) e introduzindo alterações nos seus hábitos alimentares (deles e dos que os rodeiam).

Estes são os 10 conselhos fundamentais que a nutricionista Jacqueline Dias Fernandes recomenda:

1. Tenha sempre disponíveis em casa as frutas da época.

2. Prefira preparações assadas, grelhadas ou cozidas, evite as frituras.

3. Não compre alimentos ricos em sal, açúcar e gordura como enlatados, enchidos, salgadinhos e bolachas recheadas.

4. Varie o menu semanal, utilizando todos os tipos de alimentos para evitar a monotonia.

5. Utilize temperos naturais nas saladas, como limão, vinagre e alho, ervas aromáticas (salsa, coentros, manjericão e orégãos, por exemplo, são boas opções), reduzindo ao máximo a quantidade de sal.

6. Antes de preparar as carnes, retire as gorduras visíveis e a pele da galinha.

7. Evite consumir lanches rápidos fora de casa, pois fornecem uma grande quantidade de sal, açúcar e gordura saturada.

8. Alimente-se num local tranquilo e mastigue bem os alimentos.

9. Beba bastante água (no mínimo, dois litros por dia), evite refrigerantes e sumos com açúcar.

10. Prefira sempre a carne branca (frango, peru e coelho) e peixe, ao invés da carne vermelha.

Texto: Joana Martinho com Jacqueline Dias Fernandes (nutricionista)

artigo do parceiro:

Comentários