Chocolate (Dieta do)

O plano alimentar que o vai pôr a comer chocolate e a perder peso ao mesmo tempo

Dieta. Palavra tantas vezes associada à ideia de sacrifício. Mas será que tem de ser sempre assim? Não. Na Prevenir acreditamos que para perder peso não é preciso seguir um regime monótono e sem sabor.

Convictos desta ideia imaginámos um plano alimentar tão tentador que até as mais magras desejassem ter necessidade de o seguir.

Para o concretizar lançámos o desafio a Marisa Costa, dietista, a quem pedimos que elaborasse uma dieta que permitisse perder até 4 kg num mês. Com uma condição. O chocolate, esse alimento a que muitas pessoas não resistem, deveria estar incluído. Todos os dias da semana, já imaginou. O resultado é uma verdadeira delícia light.

Alimento rico

O alimento central escolhido para esta dieta não é puro acaso. Para além de ser um dos mais apreciados por mulheres (e homens) inclui propriedades benéficas para a saúde. «O que o chocolate tem que o torna tão rico a nível nutricional é o cacau. Contém flavonoides com poder antioxidante e anti-inflamatório, que ajudam a prevenir o aumento do colesterol LDL e assim reduzir o risco de doenças cardiovasculares. O cacau é ainda rico em minerais como o magnésio, ferro e crómio e vitaminas A, B, C e D», explica Marisa Costa, acrescentando que, para obter o máximo de benefícios deste ingrediente, deve «optar por chocolate com mais de 70 por cento de cacau na sua composição».

Saber escolher

O chocolate preto é
também a melhor opção para quem quer perder peso. «É a variedade
com a menor quantidade de manteiga e de açúcar, por isso é a mais
indicada em situação de dieta», esclarece a especialista
ressalvando, no entanto, que não se trata de um alimento essencial e
que deve ser consumido com moderação. «Podemos ir buscar os
benefícios do chocolate negro a outros alimentos como a fruta e os
vegetais, com um valor calórico inferior e que nos fornecem outros
nutrientes importantes como as fibras e a água. O chocolate deve
funcionar como um pequeno prazer que temos de vez em quando»,
conclui.

Comentários