Tratamentos para a incontinência

As principais soluções cirúrgicas e farmacológicas e ao nível do estilo de vida

Hoje em dia, a incontinência urinária pode ser tratada de forma eficaz graças aos progressos em termos de tratamentos e microcirurgias.

Ter medo de pedir ajuda é uma reacção normal, mas lembre-se que os profissionais de saúde podem ajudar a definir um diagnóstico preciso e aconselhar o tratamento mais indicado para cada caso.

Consulte o médico de família sobre questões de perdas de urina, independentemente da origem ou gravidade do problema. Recorde-se que um problema identificado logo no início é mais simples de resolver.

Existem várias opções que ajudam a controlar os sintomas de incontinência. As alternativas diferem de acordo com o tipo de incontinência em causa.


A REEDUCAÇÂO MUSCULAR

A reeducação do períneo (músculos esticados como uma cama de rede que contém a uretra, ânus e vagina) permite aprender a controlá-lo e tonificá-lo.

Aconselhada após um parto, pode ser realizada em qualquer momento da vida, com ou sem associação de medicação.

Após o parto, é praticada com a ajuda de uma parteira ou de um fisioterapeuta. Normalmente são precisas 10 a 20 sessões para que os músculos reassumam o seu funcionamento normal.

Para uma maior eficácia, aconselha-se também a prática de exercícios diários de contracções, a efectuar em casa (para indicações passo a passo, clique aqui).

Comentários