Framboesas ajudam a combater incontinência urinária

Têm uma ação laxativa e diurética. Ajudam ainda na preparação do parto. Em infusão, tratam inflamações orofaríngeas e e não só! Descubra as propriedades terapêuticas deste fruto

Têm uma cor forte e um sabor muito característico. Os frutos do framboeseiro são muito utilizados em doces e compotas e têm uma ação laxativa e diurética. A ingestão de framboesas também é útil no tratamento do reumatismo e da gota e pode mesmo ajudar na preparação do corpo para o parto. A infusão das suas folhas não deve, no entanto, ser tomada durante os primeiros seis meses de gravidez. Os antigos herbários já referiam a utilização das folhas e flores do framboeseiro como remédio adstringente.

Uma vez que secam, reduzem e diminuem as secreções, são usadas para combater várias maleitas, incluindo conjuntivites e diarreias. Também são usadas como elixir para problemas da boca e corrimentos vaginais, entre outros. Era um fruto apreciado pelos deuses do Olimpo e julga-se que esta possa ter nascido nas encostas do Monte Ido na Turquia, daí a sua denominação de «silva de Ida». Na Idade média, era muito apreciado tanto pelas suas utilizações medicinais como culinárias, sobretudo os frutos.

O framboeseiro (Rubus idaeus) é um parente próxima da amora silvestre (Rubus fruticosus), ambas da família das rosáceas. Trata-se de um arbusto de folha caduca que pode chegar a atingir dois metros de altura. Da sua toiça nascem todos os anos novos caules (turiões), os quais dão frutos no decorrer do segundo ano, morrendo em seguida, o caule é azul esverdeado e lenhoso de finos acúleos (picos) muito aguçados, folhas de um verde intenso na parte superior e esbranquiçada e tomentosas.

Na parte inferior, as flores assemelham-se a pequeninas rosas brancas e os frutos são vermelhos de sabor adocicado e ácido. Este arbusto é originário da Europa, da América do Norte e da Ásia temperada, sendo espontâneo na Europa Oriental em florestas de planícies ou montanhas. É bastante popular na Europa do Norte, mas pouco cultivado em Portugal. Em Inglaterra, chamam-lhe raspeberry e em França, onde fabricam um licor com o mesmo nome, framboise.

Componentes

As folhas contêm taninos hidrolizáveis e flavonoides. O fruto é rico em vitaminas A, B, C e E, açucares, pectina, óleos voláteis, ferro, cálcio e fósforo.

Propriedades

A folha do framboeseiro tem uma forte ação adstringente devido aos taninos, sendo muito utilizada para combater a diarreia nas crianças. Uma infusão forte das mesmas é ainda muito útil em forma de gargarejos para tratar inflamações da boca e gengivas. Em infusão, é usado para tratar outras inflamações orofaríngeas, do trato respiratório e aparelho urinário. Em lavagens, utiliza-se para tratar conjuntivites e infeções vaginais.

Veja na página seguinte: O poder do framboeseiro para curar feridas e infeções

Ver artigo completo

Comentários