Depressão na terceira idade

Será uma situação comum?

A depressão é frequente nas pessoas idosas. Segundo a Associação Portuguesa de Gerontopsiquiatria (APG), cerca e 10% dos idosos portugueses sofrem de depressão.

Esta não é, no entanto, uma situação normal do envelhecimento. A depressão na terceira idade, muitas vezes, não é valorizada ou porque quem dela sofre pode não estar tão disponível para falar sobre o luto e a sua tristeza ou porque há outros sintomas, provocados por outras situações, que podem mascarar o problema.

Certas medicações para situações de carência de vitamina B12, viroses e doenças da tiroide podem provocar sintomas semelhantes aos da depressão, pelo que o idoso com sintomas deve referir ao seu médico toda a medicação que está a tomar. As formas de tratamento mais frequentes são os fármacos, mas muitas pessoas idosas preferem começar por fazer tratamentos de psicoterapia e terapia de comportamento do que juntar mais medicamentos aos muitos que já tomam.

Através deste tratamento, conseguem melhorar muito a sua qualidade de vida e a forma de lidar com os seus problemas. Em geral, a combinação de medicação com fármacos antidepressivos e psicoterapia tem demonstrado ser eficaz em pessoas idosas.


Revisão científica: Maria João Quintela (presidente da Associação Portuguesa de Psicogerontologia)

artigo do parceiro:

Comentários