Já alguma vez provou o cereal mais rico em proteínas?

Composta por 70% de glúcidos, 18% de proteínas, pouca gordura e isenta de glúten, a quinoa é um alimento muito proteíco. Conheça todas as propriedades nutricionais e as formas de confeção deste ingrediente.

Já alguma vez o provou? Está na moda sob a forma de quinoto, risoto confecionado com quinoa em vez de arroz. Tem um sabor suave a noz e uma textura fofa, leve e macia, semelhante à do cuscuz. A cor varia do amarelo pálido ao preto, vermelho e castanho. Falamos da quinoa, conhecida como arroz dos incas, um cognome que se refere à sua origem sul-americana e cinco mil anos de existência.

Disponível sob a forma de grão, farinha, massa e cereal, esta é uma semente da qual se conhecem mais de oito mil variedades. Segundo a American Dietetic Association, a associação dietética norte-americana, «pode ajudar em casos de doença cardíaca, diabetes e prevenção do cancro». Muitos consideram-no um super cereal. A quinoa oferece cerca de 18 por cento de proteína, um valor superior ao de outros cereais.

Algumas variedades chegam a conter mais de 20 por cento, destaca David Grotto em «101 Super Alimentos que Podem Salvar a Sua Vida», publicado em Portugal pela Academia do Livro. Este cereal é uma fonte completa de proteína, reunindo os oito aminoácidos essenciais, sobretudo metionina, cistina e lisina, cuja porção é o dobro da da aveia, o triplo da do milho e cinco vezes superior à do trigo.

É uma boa fonte de fibra, sendo ideal no combate à obesidade. O seu poder de saciedade é superior ao do arroz e do trigo. Pobre em gordura (contém cerca de 10 por  cento), é rica em hidratos de carbono, cerca de 72 por cento, sob a forma de amido. Pode ser ingerida por doentes celíacos pois oferece pouco glúten.

Como preparar e ingerir a quinoa

A quinoa pode ser ingerida ao pequeno-almoço (em substituição dos cereais habituais) ou mesmo às refeições principais, integrada em sopas, saladas, acompanhamentos (cozida como o arroz ou na forma de puré) ou sobremesas. Antes de a confecionar, deve lavar bem as sementes para remover qualquer resíduo  de resina natural (saponina) que permaneça.

Não se surpreenda se fizer espuma ao enxaguar. Antes de  cozinhar, o ideal é torrar as sementes numa frigideira seca, durante cinco minutos. Este gesto torná-las-à mais saborosas. Depois, é só confecionar, como se de outro cereal se tratasse. Pode ser preparado como o arroz.

«A quinoa surge como uma alternativa para todos desportistas ou vegetarianos, para quem sofre de alergias ou intolerância ao glúten, para quem pretende emagrecer, pois prolonga a sensação da saciedade, ou, simplesmente, para quem queira apenas adaptar um estilo de vida mais saudável», refere Luís Mourão, chef do Epic Sana Algarve Hotel.

Veja na página seguinte: Todos os benefícios nutricionais deste cereal

Comentários