Bactérias bucais também gostam do Natal

A época das festas de fim de ano faz aumentar o consumo de açúcares. Aproveite bem esta quadra sem esquecer a sua saúde dentária com os conselhos de uma médica dentista

O Natal e a época das festas estão a chegar e, juntamente com eles, os tão desejados petiscos e doces natalícios. O que nos sabe tão bem por breves instantes pode ser a curto ou longo prazo maléfico para os nossos dentes se não os cuidarmos corretamente. O consumo aumentado de açúcares, que é tão frequente nesta altura do ano, leva a que tenhamos de ter cuidados redobrados com a nossa higiene oral diária. Escovar os dentes entre duas a três vezes por dia e o uso de fio dentário diariamente é indispensável para evitarmos as cáries dentárias.

As bactérias que temos na nossa boca alimentam-se dos restos alimentares e dos açúcares dos alimentos que ingerimos. Quanto mais doces ingerirmos, mais estes microrganismos nos agradecem por os fazermos tão felizes, mas aqui podem começar os nossos problemas, as tão indesejadas dores de dentes. Se não tivermos uma boa higiene oral, a placa bacteriana começa a formar-se na superfície dos nossos dentes e desta forma a proliferação e ação cariogénica das bactérias é ainda maior.

As bactérias libertam ácidos que levam à desmineralização do esmalte dentário e, a partir daqui, está criado o ambiente perfeito para que as lesões de cárie se formem e aumentem cada vez mais. Quanto maior a cárie, maior o risco desta atingir o nervo do dente e consequentemente maior a dor que poderá causar. Para passarmos um Natal mais feliz e livre de cáries e dores de dentes devemos cuidar e melhorar a nossa higiene oral. Não gostamos de estar doentes, certo?

Há que compreender que a cárie dentária é uma doença. Como em qualquer doença, o ideal é apostar na prevenção e, neste caso, a melhor arma é uma higiene oral adequada e eficaz. Desta forma conseguimos garantir dentes saudáveis e uma cavidade oral livre de problemas dentários, gengivais e do tão desagradável mau hálito.

Texto: Inês Costa Miguel (médica dentista)

artigo do parceiro:

Comentários