10 maneiras saudáveis de aproveitar o mar

A talassoterapia e as terapias marinhas tiram partido dos minerais da água dos oceanos para regenerar o organismo mas existem outras atividades que também são benéficas

Rica em cloretos de sódio, iodo, magnésio, sulfatos, cálcio, potássio, bromo, nitratos, bicabornatos, silício, flúor, rubídio, lítio, arsénio, cobre, fósforo, alumínio e outros minerais marinhos, a água de mar é reconhecida e elogiada pelas suas propriedades terapêuticas. Além de ter uma ação diurética e osmótica, tem um poder remineralizador surpreendente, ajudando a renovar o sangue, as glândulas e os nervos. Alguns especialistas recomendam, mesmo, a sua ingestão diária, em jejum.

Para isso, depois de recolher a água, filtre-a com a ajuda de algodão e dilua-a em água destilada para reduzir a sua concentração normal de cloreto de sódio de 34 por mil para valores na casa dos 8,5 por mil. Se esta solução não lhe agrada, pode sempre recorrer aos tradicionais desportos de mar para retirar daí todo um outro tipo de vantagens para a sua saúde e para o seu bem-estar. Estas são 10 das maneiras mais saudáveis de tirar partido da água dos mares e oceanos:

1. Natação

Permite-lhe fazer exercício enquanto se refresca. Esta atividade melhora o sistema respiratório, fortalece as articulações e reduz o risco de episódios cardiovasculares. Braçada após braçada, o coração torna-se mais forte, ganha músculo e perde a gordura que o rodeia, o que faz com que consiga bombear mais sangue para o resto do organismo.

2. Caminhadas com os pés dentro de água

Caminhar pela praia, com os pés dentro de água quando o tempo o permite, é uma das melhores maneiras de relaxar enquanto pratica exercício. Pode fazê-lo a qualquer hora, em areia seca ou na areia molhada, caso não lhe apeteça ou não possa molhar os pés. Esta atividade não exige grande sacrifício, uma vez que o pode fazer ao seu ritmo. Tem ainda a vantagem de fortalecer os músculos. Se acelerar o passo, pode perder até 400 kcal por hora.

3. Surf

A prática de surf fortalece os músculos, tonifica o organismo e aumenta a resistência cardiovascular e a coordenação motora. É também uma boa atividade para mergulhar a postura do organismo, uma vez que exige muito equilíbrio. Pode queimar 300 kcal por hora. Deve fazer um aquecimento antes de ir para a água para evitar lesões nos ombros, nos tornozelos e/ou nos joelhos.

4. Windsurf

O windsurf é outro dos desportos de mar. As pranchas mais compridas chegam a ter mais de 3,5 m de cumprimento. O arranque na água é a parte mais difícil, exigindo concentração e equilíbrio. Trabalha essencialmente os músculos das pernas, das costas e dos braços. Desenvolve a parte superior do organismo. Deve fazer alongamentos para aquecer o corpo antes de se fazer ao mar.

5. Kitesurf

O kitesurf é um dos desportos aquáticos mais em voga. Como obriga a um grande esforço em termos de braços e de pernas para manobrar e controlar o kite, acaba por fortalecer e tonificar muito estes músculos. Requer também muita concentração mental, o que acaba por ser um bom estimulante para o cérebro.

6. Ski aquático

O ski aquático é, desde 2004, uma modalidade olímpica. O barco que puxa o praticante pode atingir os 70 km/hora. Implica um grande trabalho muscular, nomeadamente dos membros inferiores (sobretudo os adbutores), dos glúteos, dos músculos abdominais, das costas e dos ombros. Aumenta a capacidade cárdio-respiratória.

Veja na página seguinte: Outras atividades para desfrutar no mar 

Comentários