Os segredos dos bons alunos analisados à lupa

Um bom método de estudo é composto por várias técnicas cuja complexidade varia consoante o ciclo de estudo. O professor universitário Jorge Rio Cardoso ensina a criar um.

Os bons exemplos devem ser sempre seguidos e os dos bons alunos não devem ser menosprezados por quem pretende conseguir boas notas. Jorge Rio Cardoso, professor do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, autor do livro «Este Ano Vais Ser o Melhor Aluno! Bora Lá?», publicado pela editora Guerra & Paz, elaborou um plano que vai transformar o seu filho num estudante metódico e organizado.

Estes são os passos em que o deve ajudar:

- Programação do estudo

A sua definição é importantíssima e vai definir o sucesso global. É muito diferente estudar perto da data do teste e lidar com essa enorme pressão ou ter um método contínuo.

- Momentos de estudo

Existe uma fase de menor concentração, quando são reunidos os apontamentos ou se passa as aulas a limpo. Depois, deve calendarizar-se quando trabalhar essa informação, coordenando tudo com os tempos livres.

- Esquemas, diagramas e mapas concetuais

Elaboração de um mapa mental que consolide conceitos através de uma folha síntese que vai reunir a matéria dada. Isso ajuda a localizar assuntos já estudados ou novas temáticas.

- Folha em branco

É uma consequência da folha síntese. Consiste em preencher essa folha com o já interiorizado, de uma forma esquemática, originando um mapa mental que permite a interiorização de conceitos e associações de ideias.

- Dar uma aula

Sozinho ou na presença de um colega. A ideia é explicar conceitos da matéria, em voz alta, ouvindo-se ou fazendo-se ouvir. Para organizar o pensamento, recomenda-se, por exemplo, partir das ideias gerais (abranger toda  a matéria) para o particular (cada ponto da matéria).

Veja na página seguinte: 7 erros a combater para vencer o insucesso escolar

Comentários