Crónicas Bárbara Baptista

Mestre em Psicologia, apaixonada pela vida e pelas palavras. Mãe de primeira viagem e observadora nata da natureza humana. Poeta de alma, entusiasta do lado simples da complexidade das emoções. Autora dos blogues "Perdidos e Achados" e "Oh pai, olha a mãe!"

  • Diário de Bordo

    A minha mãe diz que nunca devemos voltar aos sítios onde já fomos felizes, eu acho que não é assim tão linear…como se as memórias pudessem ficar manchadas por mudanças aleatórias ou estranhos que as povoem ou corrompam.

  • À minha irmã

    Uma crónica de Bárbara Baptista, no Dia dos Irmãos.

  • Tu não brincas mais...

    Comparo o Trump e as suas políticas "fantásticas" de anti-imigração, ao Bullying que é feito por miúdos tão inseguros na escola, que se tornam os bullys lá do sítio.

  • Só há vida nova quando se organiza a velha

    Todos os anos faço resoluções de ano novo, este ano optei por fazer uma nova: não me prender em resoluções falaciosas.

  • Do Natal e doutras coisas

    Só no outro dia reparei que nunca mais tinha feito presépio desde que me conheço como agregado independente dos meus pais, e já lá vai muito tempo.

  • Já elogiou alguém hoje?

    No outro dia saiu-me sem esforço nenhum “ A senhora é muito simpática”. Isto foi no Centro de Saúde, e o mais inacreditável, é que não foi irónico.

  • Maternidade Uncut: a quase realidade

    Chamo-lhe a quase realidade, porque é apenas a minha, os meus óculos de ver o mundo, a minha perceção, e não tenho a pretensão de a generalizar a todas as mulheres. Ninguém diz o quão vai ser difícil, temos apenas a versão romantizada da coisa.