Regresso às aulas

Os preparativos e as estratégias de estudo que os profissionais propõem

No estudo e na educação não há sorte. Há trabalho e preparação. Os objetivos não se atingem apenas por eles próprios. Exigem esforço e dedicação.

 

Mostre ao seu filho que valoriza a sua aprendizagem e estará a lançar as bases de uma boa vida académica.

 

Se acompanhar o seu filho e aplicar, nos estudos, alguns princípios que põe em prática na gestão da sua casa, chegará ao próximo verão sem crises familiares por causa do desempenho escolar. Lembra-se de como se sente quando regressa ao trabalho depois das férias? Nos primeiros dias custa a arrancar.

 

Passar dos dias preguiçosos do verão para o espartilho de horários e atividades com hora marcada é igualmente complicado para as crianças que podem, para além do mais, sentir um nervoso miudinho por causa do regresso às aulas, do reencontro com os amigos ou de uma mudança de escola. Começar com o pé direito vai dar-lhes o impulso e a motivação de que precisam para se aplicarem ao máximo.

 

Equipe bem os seus filhos


Pode até parecer fútil, mas não é. Começar o ano com cadernos e livros novos, material escolar a brilhar e a mochila da moda, incentiva mesmo as crianças a estudar. Se ainda não comprou tudo, vá às compras com o seu filho, depois de terem feito uma lista do que ainda falta e, tendo em conta o seu orçamento e o que já gastou até agora, deixe-o tomar decisões.

 

Se ainda não o fez, forre-lhe os livros. Ensine-o a cuidar do material, pelo qual fica responsável. Folheiem juntos os livros e material didático, incentivando-o a descobrir as matérias que vai aprender.

 

O mini-escritório


É fundamental que tenha em sua casa, no quarto do seu filho ou noutro espaço, um cantinho só para os estudos. Aí deve ter uma secretária e cadeira, uma estante para os livros, cadernos, lápis e canetas, material de pintura e um calendário para anotar datas de testes e trabalhos. A secretária, que deve ser adaptada à altura da criança, deve receber a luz natural do lado esquerdo e ter um candeeiro também desse lado. Se tiver mais do que um filho, podem partilhar a secretária, mas devem ter áreas de trabalho distintas.

 

Incentive-o a adoptar uma postura correta, com as costas direitas e o rabo encostado ao espaldar da cadeira, sem cruzar as pernas e com os pés ligeiramente elevados. Nos níveis mais avançados, um computador com acesso à internet é um bom investimento, mas deve ser usado sob supervisão de um adulto, que deve explicar à criança que não pode partilhar os seus dados pessoais nem expor a sua vida.

 

Evite instalar o computador no quarto para não alienar a criança. Entre regularmente neste universo deste escritório em miniatura, para que ela perceba que os pais valorizam os seus esforços. 

Comentários