5 nutrientes essenciais para crianças em idade escolar

Somos o que comemos e também aprendemos em função do que ingerimos. Saiba quais são as substâncias fundamentais, qual o seu papel e onde os pode encontrar

Os cuidados com a alimentação dos filhos deve ser uma das principais preocupações de qualquer pai. Fazer as opções mais saudáveis é o objetivo de qualquer progenitor. Mas será que sabe quais os nutrientes fundamentais para as crianças em idade escolar? Nós damos-lhe a resposta!

1. Cálcio

É importante para a formação e crescimento dos ossos e dentes, funcionamento das células e contração muscular. Pode encontrá-lo no leite e produtos derivados do leite (como iogurte e queijo), nas hortaliças de folha verde escura (como couve e brócolos), na sardinha, no salmão e nos moluscos (polvo e lulas). A absorção de cálcio é estimulada pela ingestão de alimentos ricos em vitamina D, como peixes gordos (salmão, sardinha e atum) e laticínios.

2. Ferro

É importante para o desenvolvimento e desempenho cognitivo e psicomotor, respiração e constituição dos glóbulos vermelhos do sangue. Pode encontrar o ferro na carne, nos frutos secos, nos ovos, na beterraba e nos legumes verdes, como os espinafres.

3. Vitamina E

Esta é essencial para a manutenção das membranas das células (promove a integridade celular) e bom funcionamento dos neurónios. Pode encontrar a vitamina E no azeite, no salmão, no gérmen de trigo, nos ovos e nos vegetais de folha verde.

4. Vitamina C

Esta é fundamental para reforçar o sistema imunitário e facilitar a absorção de ferro. Encontra-a em muitos frutos. Os mais ricos em vitamina C são o quivi, a laranja, o morango, a clementina, a nectarina, a framboesa, o melão, a meloa, a manga, a anona, o ananás, a maçã, a melancia, a pera e o pêssego. Também está nos espinafres e nos vegetais verdes folhosos.

5. Fibras

As fibras são importantes para regular o trânsito intestinal, promover a saciedade e prevenir doenças crónicas na idade adulta. Pode encontrá-las nos vegetais verdes, na fruta com casca e nos cereais integrais.

artigo do parceiro:

Comentários