Animais com pelo ajudam a prevenir a asma

Estudo alemão acompanhou 2.400 crianças durante cerca de 10 anos e as que tinham mascotes apresentaram resultados mais encorajadores

As crianças que dormem junto de pelo de animal podem ter menos probabilidades de desenvolver asma. Esta foi a conclusão de um estudo, para já disponível apenas numa versão preliminar, apresentado em setembro de 2014 no encontro da European Respiratory Society, em Munique,  na Alemanha. Os especialistas chegaram a esta conclusão depois de terem sido acompanhados cerca de 2.400 recém-nascidos saudáveis de uma cidade alemã desde o período do nascimento até completarem 10 anos.

Nos primeiros três meses de vida, segundo a investigação, 55 por cento deles dormiu em contacto com pelo de animal. Mais tarde, quando comparados com outras crianças da mesma idade, apresentaram menos 79 por cento de probabilidade de desenvolver asma aos seis anos e menos 41 por cento de probabilidade de desenvolver asma aos dez anos. Estes dados levaram já os autores do estudo a recomendar aos pais a aquisição ou adoção de mascotes para os filhos.

artigo do parceiro:

Comentários