O fascinante desenvolvimento cerebral nos bebés

Um bebé recém-nascido é, em sentido estrito, considerado algo de caótico, mas deveras fascinante!

Num dos primeiros artigos que escrevi afirmei que os bebés estão, desde que nascem, altamente predispostos a aprender e que toda a sua recente vivência é aprendizagem pois o seu cérebro absorve naturalmente toda a informação da nova vida, deste “novo mundo”. Não é opcional, é uma condição Humana!

(Pode ler Subestimar o potencial de aprendizagem do bebé pode arruinar o seu sono ou A importância de ensinar a dormir para o desenvolvimento do cérebro nos primeiros 12 meses)

É verdade que Bebés “novinhos em folha”, para adultos menos atentos, não são capazes de fazer muito mais do que comer (o tempo todo), fazer cocó (geralmente por cima dos seus bodies fofinhos) e dormir (embora certamente não, o quanto alguns pais desejam).

Mas o que está a acontecer dentro daquelas cabeças minúsculas é verdadeiramente incrível!

Por acreditar que por vezes, ainda se desconsideram as competências do bebé, e se desvaloriza a importância dos primeiros anos de vida para a formação e estruturação de todo o seu desenvolvimento socio emocional, adoro partilhar com todos algumas curiosidades e descobertas cientificas que sustentam a minha inspiração e prática desde o início.

Sabia que…?

O cérebro de um recém-nascido cresce de um terço do tamanho adulto ao nascimento, para metade do tamanho adulto em apenas em 3 meses - um aumento inicial de 1 por cento no tamanho por dia. Em nenhum outro momento da vida o tamanho do cérebro muda tão rapidamente. Juntamente com esse crescimento enorme, vêm outras alterações neurológicas que prepararam o palco para o bebé vir a mover-se, falar e até mesmo – finalmente um dia em breve - dormir bem de forma padronizada.

Durante os primeiros três meses o crescimento é tão dramático e a mudança é tal que os pediatras e especialistas em desenvolvimento às vezes chamam este período, como o "quarto trimestre."

Comentários