6 dicas para melhorar as suas apresentações

Um orador através da sua linguagem não-verbal aumenta exponencialmente o poder da sua mensagem gerando muito mais interesse e emoção. Profissionalmente a linguagem não verbal é apelidada de linguagem corporal.

O corpo do speaker é efetivamente uma ferramenta para clarificar e enfatizar as palavras que utiliza e a mensagem que pretende transmitir, enquanto reforça a percepção que a audiência tem da sua sinceridade e entusiasmo.

Deixo-lhe 6 dicas para garantir uma linguagem corporal elegante e efetiva:

  • Contacto Visual: cria uma ligação imediata com a audiência, especialmente quando o apresentador ou orador se foca sequencialmente em elementos específicos da audiência, em vez de deambular pela audiência sem critério ou sentido;
  • Maneirismos: são expressões que transmitem para uma mensagem para audiência que o orador está nervoso ou ansioso. Colocar as mãos nos bolsos, mexer excessivamente a cabeça e utilizar palavras ou expressões para preencher vazios como “hummmm” ou “ahh”, são alguns exemplos;
  • Verbos e Ação: Coloque os verbos em ação ao representá-los fisicamente através das suas mãos, face ou o corpo inteiro;
  • Gestos:  Evite gestos que pareçam pouco sinceros. Para demonstrar o máximo de sinceridade envolva todo o corpo, assim expressões faciais, na transmissão da sua mensagem;
  • Movimentação: Mova-se no palco sempre que mudar de tópico, aproxime-se da audiência quando fizer ou responder a perguntas ou estiver a entregar uma parte poderosa do seu discurso ou a fazer uma revelação;
  • Imobilidade: Um orador que saiba quando ficar imóvel aumenta drasticamente o impacto da sua entrega. Antes de iniciar um novo raciocínio fixe-se no palco com os braços esticados (posição de descanso), faça uma pausa alargada e cubra toda a audiência com o seu olhar movendo ligeiramente a cabeça e os olhos. O movimento capta a atenção, mas, apenas, se for novidade.

Ninguém nasce ensinado e, por essa razão, estas competências têm que ser treinadas. Não perca uma oportunidade de se expressar em grupo aproveitando, sempre que possível, para recolher a opinião de em relação ao seus pontos fortes e aqueles que pode melhorar.

“A excelência não é uma exceção, é uma atitude permanente”. Colin L. Powell

Ganhe no seu mundo. Treine no nosso.

artigo do parceiro: Marco Meireles

Comentários