Sim, eu mereço ser feliz!

Aprenda a exercitar o sentimento de que é merecedor do que a vida tem de melhor para lhe oferecer com exercícios que ajudam a trabalhar a capacidade de merecimento.

Beauty woman with white perfect smile looking at camera at home

O merecimento é um sentimento, antes de ser uma atitude e um comportamento. Só conseguimos ter comportamentos de merecimento quando o sentimos. Existe, pois, uma grande diferença entre sentirmo-nos merecedoras e acharmos que merecemos algo. Todos nascemos com uma extraordinária capacidade de sentir merecimento. Não há um bebé ou uma criança que não se sinta merecedora.

Seja de amor incondicional, de bem-estar, de sossego, de compaixão, de compreensão, de ser alimentada, de que brinquem com ela, de que a reconheçam e valorizem. À medida que crescemos, sob os efeitos da educação, da sociedade, da cultura, do meio e dos acontecimentos pessoais que fomos vivendo, passamos a autolimitar-nos e a nossa dose de merecimento inato vai diminuindo.

O que nos trava

Vivemos condicionadas pelos padrões que nos foram passados, como o de não podermos frustrar as expetativas dos outros. Isto faz com que não consigamos ver o nosso valor, o que condiciona a noção de merecimento pessoal.  Como tal, o merecimento é uma excelente terapia de resgate da nossa vida.

Aumentar o nosso merecimento significa não continuarmos vítimas das circunstâncias, significa resgatar o nosso valor pessoal e sermos novamente autoras das nossas escolhas, respeitando quem somos, com os nossos erros e as nossas conquistas. Veja também 25 livros que o vão ajudar a ser uma pessoa melhor.

O que estamos a perder

Temos muito a perder quando não nos sentimos merecedores: desde logo, perdemos a nossa noção de valor pessoal e, com isso, a nossa autoestima. Quando não nos sentimos merecedores, limitamos a qualidade dos nossos relacionamentos interpessoais, deixamos de agir de acordo com o que pensamos ser o melhor para nós.

Perdemos espontaneidade, autenticidade e o nosso orgulho. Somos incapazes de ver as nossas conquistas e chegamos a entrar em estados depressivos. Vivemos no padrão do medo, com receio de que os outros nos critiquem, nos magoem ou nos abandonem. Fazemos as escolhas que mais nos prejudicam, pensando que dessa forma nunca ficaremos sós.

Uma espécie de terapia

Treinar e expandir o nosso merecimento funciona como uma terapia. Permite-nos aumentar a autoestima e melhorar o nosso conceito de valor pessoal. Torna-nos também mais conscientes de quem somos e daquilo que precisamos e não precisamos para sermos felizes. O merecimento melhora a nossa assertividade, resiliência e a capacidade de fazer escolhas autênticas e não de acordo com o que desejam para nós, esperam de nós ou acham bem para nós.

O treino do merecimento ajuda-nos a ultrapassar o medo de dizer não e ajuda-nos a não sentirmos culpa quando o fazemos. Permite-nos aumentar o carinho por nós e não nos imobilizarmos perante as condicionantes da vida, nem sofrermos em relacionamentos pessoais e profissionais destruidores.

Veja na página seguinte: O diálogo interior que deve empreender

Comentários