3 emoções boas que nos podem salvar

Pessoas tóxicas e comportamentos negativistas geram ondas de pessimismo que podem ser prejudiciais. Teresa Marta, especialista em bem-estar, explica o que pode fazer para o contrariar.

Há coisas na vida que não se podem escolher mas evitar pessoas tóxicas e comportamentos negativistas é meio caminho andado para imprimir uma renovada aura de otimismo à sua vida. Teresa Marta, coach, CEO da Academia da Coragem e especialista em bem-estar, aponta três emoções boas a privilegiar no seu dia a dia. Veja também a galeria de imagens com 25 livros que o vão ajudar a ser uma pessoa melhor e a galeria de imagens que lhe indica 7 passos rumo à liberdade.

1. Gratidão

É uma emoção positiva que amplia o sentimento de bem-estar emocional. Uma emoção que, experienciada e praticada, transforma a nossa vida. Torna-nos mais criativas, mais resilientes, mais felizes, socialmente mais integradas e, consequentemente, mais saudáveis. A gratidão cura a nossa vida. Quanto mais gratidão sentimos, mais a nossa vida melhora.

Ao elevarmos o nosso nível de gratidão, ativamos outras emoções positivas e começamos a focarmo-nos nos pontos positivos em detrimento dos aspetos negativos. Ponha-a em prática no seu dia a dia. Praticar a gratidão significa passar a ter ainda mais coisas pelas quais se sente grato. Quais são as suas?

2. Amor

Esta é, de todas, a emoção mais curativa. Quando sentimos amor (pela vida, pelos outros, pelas coisas simples ou até mesmo pelos processos complexos que a vida nos dá para resolver), a nossa energia muda e conseguimos alcançar todo o nosso potencial. O amor é a emoção mais poderosa para conseguirmos limpar a nossa vida, para conseguirmos terminar com padrões negativos, com ciclos de sofrimento, com sentimentos de carência, com complexos de inferioridade e com a vitimização.

Quem ama adoece menos e vive mais tempo. É muito importante encontrarmos amor na nossa vida. Neste processo, o fundamental é começarmos por dar amor (sem esquecermos de o fazer em relação a nós mesmos). Amplie o seu mundo. Conheça novas pessoas e outras realidades. Não precisa sair do país ou gastar muito dinheiro. Se quer mudanças na sua vida, terá de mudar a sua rotina, as pessoas habituais e os locais de sempre.

3. Alegria

Mais do que a felicidade, a alegria é uma das emoções mais positivas pois leva-nos a constatar e a sentir bem-estar com as pequenas coisas da vida ao nosso alcance. Retira-nos do lado da queixa e ajuda-nos a aceitar os momentos menos bons com esperança. A alegria, uma vez que está também associada ao sorriso, cria uma mudança mental no nosso cérebro que o leva a produzir mais hormonas da felicidade.

Uma situação que aumenta a nossa sensação de bem-estar, diminuindo a nossa ansiedade e os nossos níveis de stresse. Pratique a capacidade de brincar com a vida. Assuma um ar menos sério. Divirta-se mais. Ria mais. Brincar com as adversidades é muito importante para a nossa cura emocional e, consequentemente, o melhor remédio para a nossa saúde, o nosso bem-estar e a nossa felicidade.

Texto: Teresa Marta (coach para a coragem e CEO da Academia da Coragem) com edição de Vanda Oliveira e Luis Batista Gonçalves (edição digital)

artigo do parceiro:

Comentários