Sofre de agorafobia?

Psicólogo clínico indica técnicas que ajudam a controlar este medo que afeta sobretudo pessoas que têm pavor de estar em espaços abertos ou no meio de uma multidão

A agorafobia é o medo de locais de onde não conseguimos sair imediatamente por nossa vontade ou onde não exista uma ajuda imediata. Está muitas vezes associada à ansiedade generalizada ou ao transtorno de pânico. É o nosso sistema de medo, que se engana na forma de sentir a situação pois avalia-a como perigosa,  que dá origem ao impulso de fugir da situação. O cérebro pensante passa a interpretar de uma forma errónea o local, como se este implicasse um perigo real para a pessoa.

Não há formas instantâneas de mudar a situação, mas uma psicoterapia cognitiva torna bastante provável a superação deste medo. É preciso compreender a fisiologia e psicologia do medo e da ansiedade, em que muitas vezes se sente taquicardia e isso nada significa, sendo então necessário aprender a respirar pausadamente para reduzir os sintomas físicos. Depois, é essencial mudar o pensamento erróneo acerca deste medo, pois as crenças que mantém amplificam e mantêm a ansiedade.

Progressivamente, irá aplicando as técnicas às situações e sentirá um controlo progressivo, até o medo se extinguir. A agorafobia é também apontada como sendo o medo de estar em espaços abertos ou no meio de uma multidão. Muitos participantes em reality shows televisivos, depois de vários meses fechados numa casa, acabam por manifestar comportamentos que apontam para indícios desta fobia, sendo que muitos deles acabam mesmo por ter de receber apoio psicológico.

Texto: Fernando Magalhães (psicólogo clínico)

artigo do parceiro:

Comentários