Odores corporais que podem indicar problemas de saúde

Conhecer bem o próprio corpo é meio caminho andado para detetar algumas questões ao nível da saúde. O cheiro corporal é um dos vários indicadores pelo que é imprescindível estar atento.
créditos: Unsplash

Não é fácil lidar com a situação e chega a ser bastante constrangedor quando se está perante alguém, ou até nós próprios, que liberta um odor desagradável, até porque nem sempre é uma questão de falta de higiene. O simples facto de comer muito alho numa refeição ou depois de um exercício físico mais intenso pode fazer despoletar odores mais intensos e nada agradáveis. A questão é que estes, na maioria das vezes, desaparecem após algum tempo com um banho tomado ou com a escovagem de dentes. O problema é quando é algo que tende a perdurar mesmo após se terem tomado as medidas necessárias, uma vez que pode ser indicação de que algo não vai bem. Por exemplo, suar muito e exalar um odor desagradável pode muito bem ser um problema de sistema nervoso e indicar muita ansiedade. Fique a conhecer outros exemplos e esteja atento a alterações para assim poder antecipar qualquer problema mais grave.

Hálito - Um mau hálito pode ser indicador de problemas nas gengivas, estômago, cáries, mas no caso de ser um hálito mais frutado pode ser sinal de diabetes. Quando há uma queda de insulina ou um pico de açúcar no sangue é porque a cetoacidose diabética foi despoletada. Acontece quando o corpo não obtem energia de forma apropriada e começa a usar o stock de ácidos gordos para compensar. No entanto, neste processo são formadas as cetonas, ácidos que se acumulam no sangue e aparecem na urina e, quando muito elevadas, envenenam o corpo. Caso note um hálito frutado associado a outros sintomas como visão turva, muita vontade de urinar e fadiga procure um médico.
Ao acordar é normal haver mau hálito, até porque o corpo esteve em processo de repouso e passaram muitas horas sem ingerir nenhum tipo de alimento. No entanto, se nota que o mau hálito está mais ativo do que habitualmente e a situação se prolonga, pode significar que sofre de apneia do sono, ou seja, um distúrbio que faz com que a pessoa pare de respirar esporadicamente. Para além de roncos excessivos e, por conseguinte, o respirar pela boca, esta resseca favorecendo a multiplicação de bactérias e a produção de gás sulforoso, cujo cheiro é semelhante ao de ovos podres.

Fezes - Ninguém é imune ao mau cheiro das mesmas, mas quando são muito mal cheirosas (mais do que o normal, entenda-se) pode ser um sinal de intolerância à lactose. Fique atento se para além do cheiro, os gases e o inchaço abdominal também aparecem. A intolerância à lactose surge quando o intestino delgado não consegue produzir a quantidade suficiente da enzima lactase e assim é incapaz de digerir a lactose. Esta, por sua vez, passa diretamente para o cólon onde é fermentada pelas bactérias, promovendo o tal cheiro desagradável e od demais sintomas.

Bromidrose (chulé) - O pé de atleta ou frieira são infeções causadas por fungos e estão na origem de mau odor. Este género de micoses é facilmente transmitida para outras partes do corpo, através do toque ou até de partilha de toalhas, calçado ou outros. Procure um dermatologista se para além do intenso odor sente a pele ao redor dos dedos seca, vermelha e com bolhas.

Urina - De manhã e quando bebe pouca água é normal que seja mais escura e com cheiro mais acentuado. No entanto, quando é algo sistemático, pode ser algo do trato urinário, como por exemplo uma infeção. Por vezes pode dar-se o caso da bactéria Escherichia Coli entrar em contacto com a uretra e criar uma infeção.

Leia mais: Sofre da síndrome de Burnout?

Sabe o que é Lupus?

artigo do parceiro:

Comentários