O que a boca diz sobre a sua saúde

Mau hálito pode ser um sinal de alarme do organismo. Esteja atento às mensagem que o seu corpo emite

«A boca é o espelho da sua saúde», sublinha Miguel Stanley, médico dentista, segundo o qual há vários problemas de saúde, associados a diversos órgãos do nosso corpo, que podem ser identificados durante uma consulta de medicina dentária.

Algumas doenças, como a diabetes, afetam a saúde oral, mas «a própria falta de saúde oral pode, por exemplo, agravar doenças hepáticas e renais», revela o especialista.

Existem, portanto, por isso, fortes motivos para manter uma boa higiene oral e visitar regularmente o seu dentista. Mais do que por uma mera questão estética, ao respeitar estas estratégias conseguirá evitar a doença periodontal (acumulação de uma película formada por bactérias, nutrientes e saliva que calcifica e dá origem ao tártaro e que, num estádio avançado, resulta mesmo na perda de massa óssea e consequentemente da dentição) e identificar e tratar atempadamente algumas patologias que podem estar na sua origem.

Mau hálito

Pode ser sinal de vários problemas. Os mais comuns são:

- Doença gengival (inflamação da gengiva causada pela acumulação de placa bacteriana) e doença periodontal (surge na sequência de doença gengival e resulta na perda de massa óssea e na perda de dentição)

- Xerostomia (boca seca)

- Problemas gastrointestinais, como úlcera gástrica

- Problemas nos seios perinasais, como sinusite, faringite, amigdalite crónica

- Outras doenças, como cancro da boca e faringe, insuficiência renal, doenças do fígado

Em situações de mau hálito, consulte um dentista antes de avançar para a compra de produtos que, em alguns casos, se limitam a mascarar o mau odor temporariamente. «O mau hálito pode ter três origens: gastrointestinal, oral ou perinasal», explica Miguel Stanley. Aposte, por isso, numa boa higiene oral.

A acumulação de placa bacteriana contribui para o mau hálito e promove o aparecimento de cáries que alojam bactérias e gases fétidos. Consulte um dentista/ higienista para realizar uma higienização oral. Se o problema persistir, «provavelmente terá de ser observada por um cirurgião maxilo-facial, um otorrinolaringologista ou um gastrenterologista», de forma a identificar e tratar as doenças que estão na origem do mau hálito, explica Miguel Stanley.

Comentários