O cancro que é caracterizado pelo crescimento rápido de linfoblastos

A leucemia linfoblástica aguda é uma doença maligna que atinge os glóbulos brancos. Saiba quais são os sintomas e os fatores de risco que a podem potenciar

Em 2014, com a revelação de que Sofia Lisboa, antiga vocalista da banda portuguesa Silence 4, tinha vencido a doença, ganhou protagonismo na esfera mediática. A leucemia é uma patologia que afeta os glóbulos brancos, células imaturas da medula óssea. Especificamente a leucemia linfoblástica aguda trata-se de um cancro caracterizado pelo crescimento rápido de linfoblastos, sub-grupo da família dos glóbulos brancos.

O organismo passa, assim, a produzir uma grande quantidade de linfoblastos imaturos que se multiplicam rapidamente e substituem as células normais na medula óssea, responsável pela formação de células sanguíneas saudáveis, comprometendo esta função.

Sintomas

A lista de sintomas desta doença inclui a propensão para hematomas e para sangrar, nomeadamente das gengivas, além de infeções frequentes, dores nos ossos e articulações, febre, cansaço, perda de peso, palidez, manchas na pele, gânglios inflamados no pescoço, na virilha e nos sovacos e suores frios.

Fatores de risco

Os principais fatores de risco incluem a realização de tratamentos oncológicos prévios, a exposição a elevados níveis de radiação, alterações genéticas como o síndrome de Down e/ou ainda ter um irmão que tenha a doença.

Tratamento

A quimioterapia e o transplante são as principais estratégias de tratamento desta doença que pode progredir rapidamente e que, caso não seja tratada, é fatal.

artigo do parceiro:

Comentários