A dieta amiga dos seus ossos

Os alimentos que defendem o esqueleto e os que deve evitar

Existem nutrientes imprescindíveis para prevenir e melhorar a osteoporose.

Podem ser ingeridos por todas as pessoas, exceto por quem sofre de certos tipo de intolerâncias alimentares (por exemplo, ao glúten, lactose, glutamato, frutos secos, etc.).

De seguida, encontra recomendações dietéticas que ajudam a prevenir esta doença.

Os alimentos bons

- Todos os que forem ricos em cálcio e vitaminas A, D e C. Não os cozinhe demasiado.

- Leite e derivados, não só pelo seu elevado conteúdo de cálcio, mas também pela sua biodisponibilidade (é bem absorvido pelo organismo).

- Cereais, sem excessos.

- Salmão, sardinhas, anchovas, arenque, atum, camarão. Se cozinhar peixes com espinhas pequenas é melhor comê-las também, pois contêm a maior parte do cálcio.

- Frutas (especialmente citrinos).

- Frutos secos, como amêndoas, nozes, sementes de girassol, avelãs.

- Leguminosas, tais como lentilhas, favas, ervilhas e soja.

- Verduras. As melhores são as couves, os brócolos, os espinafres, a beterraba, a cenoura e o tomate.

- Ovos. Pode comer até três ao longo da semana.

O que deve evitar

- O excesso de fósforo na alimentação, que interfere com a absorção de cálcio.

- Os fitatos de certos cereais e os oxalatos das verduras de folha verde formam complexos insolúveis com o cálcio.

- O excesso de fibra impede a correta absorção de cálcio.

- A cafeína do café, chá e colas que fazem perder cálcio pela urina.

- O álcool e o tabaco são prejudiciais.

- As bebidas gaseificadas interferem na absorção do cálcio.

Comentários