10 perguntas importantes que deve fazer ao seu médico de família

O êxito de uma consulta não depende apenas do especialista mas também da curiosidade de quem o procura. Veja as questões que deve colocar na sua próxima visita.

A eficácia de uma consulta de rotina não depende só do médico. As questões que colocamos (ou não) são tão ou mais importantes que o atendimento propriamente dito em si. O papel do paciente é, aqui, fundamental, pelo que este deve ir previamente munido de interrogações para as quais deve obter resposta. Tome nota do que não pode deixar de perguntar antes de fechar a porta do consultório.

1. O que precisa de saber sobre mim?

Os problemas de saúde que tem ou teve, as doenças que ocorrem na família e os seus principais medos são basilares no estudo dos fatores de risco e no planeamento do acompanhamento personalizado.

2. Quais são os hábitos que devo manter e os que devo alterar?

O exercício físico, o peso, a alimentação e o stress são temas que devem ser abordados com vista a diminuir fatores de risco e evitar o desenvolvimento de doenças no futuro.

3. Quais são os métodos de planeamento familiar que devo usar?

O médico de família está preparado para abordar os assuntos da sexualidade e orientar na escolha do método contracetivo ou na preparação de uma gravidez, através das consultas de planeamento familiar.

4. Que vacinas devo fazer?

A vacinação não está só indicada para crianças ou idosos. O Plano Nacional de Vacinação (PNV) prevê a administração da vacina do tétano e da difteria em adultos, de 10 em 10 anos. Além disso, existem outras vacinas que, apesar de não estarem incluídas no PNV, podem ser necessárias, em casos particulares.

5. Que exames de diagnóstico devo fazer?

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) preconiza a realização de alguns exames para a deteção precoce do cancro (mamografia, colpocitologia e pesquisa de sangue oculto), mas muitos exames complementares só devem ser realizados na presença de algum fator de risco ou doença. Muitas vezes, uma boa conversa com o médico de família e um bom exame físico é o suficiente.

6. Preciso de consultar um especialista?

A especialidade de medicina geral e familiar está preparada para dar resposta aos problemas de saúde mais frequentes. Mas, em alguns casos, pode ser necessário o envolvimento de outros médicos.

Veja na página seguinte: Outras perguntas essenciais

Comentários