Vitaminas antioxidantes

Saiba que alimentos deve privilegiar para combater a oxidação

As vitaminas têm um forte poder antioxidante e podem ajudá-lo
a combater o processo de oxidação.

Este é um processo natural do
organismo que acompanha o envelhecimento.

No entanto, pode ser
controlado com uma alimentação adequada. Basta que passe a incluir os alimentos que se seguem nas suas refeições diárias.

Vitamina C


É o antioxidante hidrossolúvel mais abundante no sangue. Gera a inibição da formação de radicais superóxidos ou de nitrosaminas durante a digestão. Intervém na reparação das células dos tecidos (principalmente da pele, ao nível da formação de colagénio), das gengivas, veias, ossos e dentes, ajudando também a aliviar o stress.

A vitamina C está presente em frutas como o limão, laranja, tangerina, toranja, morangos, quivi, goiaba, papaia, manga, framboesa e em vegetais como a couve roxa, pimentos, espinafres, grelos, nabiças e repolho.

Vitamina E

É um antioxidante lipossolúvel que impede a oxidação dos tecidos gordos polinsaturados e evita danos nas membranas celulares. Favorece a nutrição e regeneração dos tecidos. Grande parte das funções antioxidantes da vitamina E melhoram significativamente com a acção conjunta do selénio. Ainda assim, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, é de referir que o consumo excessivo de vitamina E pode provocar transtornos metabólicos e perturbações ao nível do coração.

A vitamina E está presente em óleos vegetais, como óleo de gérmen de trigo, azeite, girassol, soja, desde que não refinados (obtidos a frio), cereais integrais, abacate, amêndoas, amendoins, margarina, conservas em azeite ou óleo (atum, cavala...), pistachos e espargos.

Ver artigo completo

Comentários