Kuk sool won

A arte marcial coreana que previne doenças cardiovasculares

O kuk sool won é uma arte marcial sul-coreana que abarca o estudo sistemático de artes marciais tradicionais coreanas como o sah doh mu sool (artes marciais tribais), o bool kyo musool (artes marciais budistas) e o koong joong mu sool (artes marciais da corte real).

Através da sua metodologia tradicional e filosofia de ensino, procura transmitir aos alunos técnicas de optimização das capacidades físicas, nomeadamente em termos de flexibilidade, de desempenho cardiovascular e de desenvolvimento e tonificação muscular.

Além disso, promove ainda o fortalecimento de ligamentos e tendões, aumenta a flexibilidade articular e contribui para o fortalecimento ósseo. Esta modalidade cobre uma extensa variedade de técnicas de artes marciais, incorporando técnicas de agilidade e protecção corporal, nomeadamente, pontapés, punhos, projecções, manipulação de articulações e submissão, acrobacias para defesa e ataque, técnicas e manipulação de armas tais como espada, (chambo), bastão curto e largo, lança, corda , leque, arco e flecha, entre outras.

O kuk sool won não se baseia apenas em métodos de ataque e defesa. Inclui também o estudo de técnicas de controlo de respiração, de concentração, de meditação e de desenvolvimento do poder interno (ki ou chi), assim como de métodos marciais tradicionais de cura, como a acupressão, acupunctura, sistemas internos de energia e medicina botânica.

A ocidentalização do kuk sool won começou pelos Estados Unidos da América, onde foi introduzido pelo mestre In Hyuk Suh em 1974. Atualmente ensina-se em mais de 30 países com 1,5 milhões de praticantes. Chegou a Portugal em outubro de 2012 pelas mãos de Vítor Duarte, cinturão negro de kuk sool won, através da abertura de uma escola em Matosinhos.

Comentários