Coma melhor e pareça mais jovem

As regras da crononutrição podem atrasar o processo de envelhecimento e fazer verdadeiros milagres pela sua saúde. Descubra um programa que tem feito furor lá fora

Nem todos envelhecemos da mesma maneira. A vitalidade é sobretudo uma questão de equilíbrio. A nossa vida é composta por duas vertentes, a curva ascendente do crescimento até cerca dos trinta anos de idade, seguida do período de maturidade até à idade de cinquenta ou sessenta anos e depois um declive descendente até ao final, que esperamos que seja o mais tarde possível, especialmente se desejar prolongar a sua vitalidade. É esta segunda vertente que é preciso encarar de forma diferente.

Segundo o especialista em medicina preventiva do envelhecimento Claude Chauchard, há uma forma programada e normal pela qual se desenvolve o processo de envelhecimento, mas também uma forma acelerada de envelhecimento que depende do comportamento de cada indivíduo. Como devemos proceder para entrar nesta segunda fase da vida? Como podemos atingir o estado de equilíbrio perfeito? Partilhamos neste artigo algumas das respostas a estas questões.

De acordo com este especialista, é essencial conhecermos o nosso corpo da mesma maneira que conhecemos uma nova cidade, sem deixarmos de estar atento à animação, aos sítios a visitar e a tudo aquilo que devemos levar e o que não pode faltar. A viagem deve demorar cerca de um mês, o período de tempo geralmente considerado adequado para os viajantes ficarem mesmo a conhecer uma cidade, mas um tempo recorde para dominar o corpo e alcançar a juventude.

No início desta viagem, falaremos sobre a inflamação das membranas celulares, quais as suas causas e por que é que essas membranas celulares oxidam e enfraquecem. A abordagem de prevenção do envelhecimento aqui revelada tem como alvo estes fenómenos inflamatórios, através da nutrição e de outras terapias naturais. São ideias concretas que podem ser de imediato postas em prática. A sugestão prende-se com um programa curto de nutrição, ideal para apenas quatro dias, que permitirá regenerar as células, em particular as células do rosto.

Este é um breve programa que combina uma nutrição anti-inflamatória com alimentos que combatem os radicais livres e a glicação (processo de adição de uma proteína a um carboidrato, como a glicose, sem a ação controladora de uma enzima) e contribuem para a regulação de insulina. A outra hipótese é um programa de 30 dias, um programa completo que repara todas as células do organismo humano.

Fatores de envelhecimento predominantes

O processo de inflamação, ao nível celular, provoca a destruição da intramembrana dos ácidos gordos, o que origina uma série de reações em cadeia que levam à formação de radicais livres. Os radicais livres são moléculas reativas que causam danos no organismo.À medida que envelhecemos, os danos provocados pelos radicais livres acumulam-se e, pouco a pouco, aumentam a rigidez das membranas celulares, tornando-as menos fluidas, menos permeáveis.

Ao mesmo tempo, os recetores na superfície, que recebem hormonas, nutrientes, proteínas, aminoácidos e minerais ficam danificados. A passagem (através da membrana) de ácidos gordos é então interrompida. Quando isto acontece, a infiltração de radicais livres é considerável. A célula não se consegue reproduzir de forma idêntica, fenómeno que vem acelerar a taxa de envelhecimento. A inflamação é assim um fator preponderante no envelhecimento celular.

Este processo é, numa fase imediatamente posterior, seguido por seis outros fenómenos relacionados que provocam danos inflamatórios. A lista inclui situações de resistência à insulina, alergias alimentares, oxidação, glicação, ácidos gordos e stresse. Situações que acabam por interferir com a nossa saúde e com a dos indivíduos que nos rodeiam.

Veja na página seguinte: A insulina na gestão de peso 

Comentários