Combater a obstipação e a melanose

A alimentação adequada para uma flora intestinal regular

A melanose do cólon é caracterizada pela alteração da coloração da mucosa que reveste o intestino grosso, quando este apresenta um tom acastanhado.

É uma doença comum em doentes com consumo excessivo e prolongado de laxantes, nomeadamente de chás contendo sene, cáscara sagrada, entre outros, que as pessoas tendem a considerar inócuos devido ao seu atributo natural.

Algumas pessoas sem historial de prisão e ventre ou uso de laxantes também podem apresentar este problema, por isso é necessário investigar as causas quer da obstipação, quer da melanose do cólon.

Descobrir as causas

Embora, na maioria dos casos, a obstipação seja provocada por más práticas alimentares, está associada a maior risco de cancro do intestino e é preciso descartar outras causas possíveis, como hipotiroidismo, doença diverticular, uso de medicamentos, entre outros.

O uso de laxantes sem prescrição médica especializada é completamente desaconselhado: contribui apenas para agravar o problema, até porque nas mulheres a obstipação tende a piorar com a idade, em parte devido às inevitáveis alterações hormonais. O seu caso exige acompanhamento de um gastrenterologista. Só depois de devidamente diagnosticado deve procurar ajuda nutricional para a obstipação e excesso de peso.

Comentários