Saiba como escolher os vinhos para as saladas

Qual a melhor combinação de um vinho e salada? Vamos descobrir.

Uma Salada é muito mais que umas folhas de alface, rodelas de tomate e pepino temperadas. Apesar de serem consideradas refeições ligeiras, muitas vezes, têm honras de Prato Principal. Neste caso, as saladas podem apresentar-se com legumes crus ou assados, combinadas com frutos secos ou fruta fresca, cereais ou leguminosas, com queijos, com camarões ou peixe (atum) ou até mesmo com carne (frango). Por fim são acompanhadas de um molho ou regadas com azeite Virgem Extra.

Por tudo isto, a harmonização de vinhos e saladas, pode ser tarefa aparentemente árdua. Alguns verdes como a alface folha de carvalho ou a rúcula selvagem intensificam o amargor do vinho. Os vegetais crus, carnudos e crocantes (rabanete, cenoura) pedem um vinho com estrutura.

E se o molho for uma vinagreta, este irá diminuir a sensação final de acidez do vinho, logo o vinho não poderá dar a sensação de frescura, para a qual foi incumbido durante a refeição. Acidez… cá está algo muito importante a considerar nas Saladas. Neste caso opte por um vinho da casta Verdelho ou Sauvignon Blanc.

Já as saladas consideradas prato-principal e não “acompanhamento” pedem invariavelmente por um copo de vinho sem qualquer dúvida. Têm invariavelmente pedaços de queijo, nozes, carne ou peixe. Regra geral ficam bem com vinhos Brancos, Rosés e Tintos “descomprometidos”, isto é, muito frutados, ligeiros e sem madeira.
E em caso de dúvida, porque não um Espumante Natural? Tal como a salada é um vinho leve, refrescante e fica bem com o Verão!

Na altura de escolher o vinho, olhe para o que está no topo da salada, para a proteína. É peixe? É carne? São frutos secos? Estes dar-lhe-ão a dica para a escolha do vinho. Esqueça por instantes que está perante uma salada e visualize o casamento vinho/iguaria como se de um prato se tratasse.

Já para as saladas com toque picante, opte por vinhos bastante florais no aroma, vinhos da casta Moscatel ou Viognier, ou então, um vinho com um final de boca um pouco doce.

Salte por cima dos grandes vinhos Tintos com taninos e vinhos com muito grau alcoólico. Estes vinhos vão sobrepor-se, matando a delicadeza de uma Salada. Mesmo que seja uma Salada de Rosbife, aqui precisamos de um vinho Tinto que fique igualmente bem com a carne e as verduras da salada.

Um Tinto com baixo grau alcoólico ou com fruta bem presente no sabor, completará bem uma salada de sabor complexo como por exemplo a Salada Niçoise. Caso queira se aventurar experimente a mesma com um Espumante Rosé Seco. E sobretudo não se esqueça, do equilíbrio das intensidades, quando a Salada for leve, fresca e delicada, olhe para vinhos igualmente ligeiros, frescos e elegantes.

Aproveite o querido mês de Agosto, em férias ou não, mas sempre em companhia de excelentes vinhos estivais, como são exemplo este três Rosés do Algarve.

Teresa Gomes

(Sommelier)

 

artigo do parceiro:

Comentários