Verão sem celulite

Os alimentos, o exercício físico, os cosméticos e os tratamentos estéticos que a combatem

Quando as temperaturas começam a aquecer e os dias se tornam maiores, todos os caminhos vão dar à praia. Cenário perfeito para quem gosta de verão, mas que pode ser arruinado pelo reflexo do corpo com celulite no espelho. Fizemos, com a ajuda de especialistas credenciados, habituados a lidar com este problema, um plano para a diminuir até chegar ao verão.

No entanto, lembre-se que os cuidados com o corpo devem ser contínuos, como realça Fernando Guerra, dermatologista e um dos entrevistados. «As pessoas têm de fazer sacrifícios e pensar no corpo o ano inteiro e isso inclui cuidados alimentares, exercício físico, massagens e outros tratamentos», sublinha este especialista. Por isso, agarre neste plano e faça dele a sua bíblia.

A inestética pele com aspeto acolchoado é um dos problemas que mais afeta as mulheres e que mais as preocupa, pois são poucas as que passam incólumes a esta problemática. A celulite atinge, sobretudo, a região trocantérica, o abdómen, os glúteos e os braços e «tem sido o grande cavalo de batalha a nível estético, porque geralmente afeta uma grande superfície e pessoas muito jovens», diz Biscaia Fraga, cirurgião plástico.

«Contrariamente ao que as pessoas pensam, não se deve a uma infl amação o tecido subcutâneo, mas à presença de líquido no tecido adiposo, que está muito associada à genética, à alimentação e à falta de exercício», explica Fernando Guerra, dermatologista. «É uma espécie de ciclo vicioso. Os adipócitos começam a aumentar, o que faz com que a circulação diminua e esta faz com que os adipócitos aumentem ainda mais», acrescenta Marina Morais, médica de clínica geral.

Tratamentos estéticos

«A celulite divide-se em três estadios e quanto maior é o grau de godés [irregularidades na pele] apresentado mais difícil é de tratar», realça Fernando guerra, que afirma que «os primeiros sinais podem ser tratados com uma massagem bem feita». Depois, «já serão necessários outros cuidados, tais como a cavitação ou ultrassons e a carboxiterapia (mesoterapia com dióxido de carbono) que podem ser associados ou não à radiofrequência.

O princípio de todos estes tratamentos é romper os adipócitos para que a gordura seja reabsorvida pelo sangue e eliminada pelo organismo. Mais recentemente surgiu a criolipólise, que induz a um arrefecimento controlado que leva à apoptose das células adiposas, combinada com ondas de choque», esclarece o dermatologista. Mariana morais acrescenta ainda «a mesoterapia com substâncias lipolíticas que vão ajudar a destruir a gordura e venotónicas, que estimulam a circulação», sublinha.

Cirurgia estética

«A nível de celulite, a cirurgia é muito limitada, mas existem algumas técnicas nas quais se usam cânulas fininhas para cortar os septos fibrosos e alisar, assim, a pele, mas para tratar este problema aconselho tratamentos estéticos», realça Francisco ibérico nogueira.

Cosmética

Também pode recorrer a anticelulíticos. Ano após ano, o mercado é inundado de fórmulas assumidamente inovadoras. Outra solução para combater a celulite passa, por isso, pelos cosméticos, que, para Mariana Morais, «são um bom complemento aos tratamentos médicos». «Verifico que quem os usa em casa tem melhores resultados porque a qualidade da pele melhora e a circulação também é estimulada», refere ainda.

Exercício físico

A plataforma «power plate é a melhor ferramenta para este tipo de patologia porque induz, através da vibração, inúmeras contrações musculares por minuto, promovendo um aumento da estimulação do fluxo sanguíneo e efetua também a estimulação do refluxo linfático (bomba muscular) nas zonas mais problemáticas», explica Paula Santos, master trainer da cadeia de ginásios Holmes Place.

Body pump, treino funcional e total condicionamento, acompanhados de exercícios cardiovasculares, também são úteis. A power plate deverá ter uma frequência de, pelo menos, duas a três vezes por semana, com a duração de 25 a 30 minutos, podendo ser complementada por caminhadas e/ou corridas de 20 a 30 minutos.

Antes de começar

Conselhos para quem vai iniciar a prática desportiva antes de começar:

- Faça uma avaliação médica. depois procure um técnico de exercício físico para fazer uma avaliação física e adequar o treino aos seus objetivos e fatores de risco.

- Compre uns bons ténis (de running maleáveis e frescos e que amorteçam o impacto), equipamento desportivo confortável, um cardiofrequencímetro e um pedómetro para ver o número de passos que faz, dentro e fora do ginásio (o ideal é procurar fazer dez mil passos pos dia).

- No ginásio, faça atividades com as quais se identifica para que o exercício seja sempre um prazer.

- Para evitar lesões, não negligencie o aquecimento e, no final, faça o retorno à calma e, por fim, os alongamentos. hidrate bem o corpo.

Alimentação

Ter uma alimentação saudável é essencial no combate à celulite e se há um alimento a que podemos chamar anticelulítico é o ananás. Pedro Queiroz, nutricionista, explica porquê. «Contém bromelaína, que ajuda a dissolver as gorduras», justifica.

Além disso, deve beber «em média, um litro e meio de líquidos por dia para evitar a retenção e potenciar a drenagem. Para conseguir melhores resultados, pode beber água, chás com propriedades drenantes, como o chá de camomila, lúcia lima, limão e também água com limão», refere.

«Evite o consumo de sal, substitua-o por ervas aromáticas, especiarias e limão», aconselha Pedro Queiroz, que alerta ainda para a importância de moderar o consumo de café e de açúcar.

Menu para um dia

Pequeno-almoço: 1 sumo de ananás com hortelã e 2 tostas sem sal

Lanche matinal: 1 taça de gelatina ou bolachas sem sal

Almoço: Peixe com salada ou frango assado com massa ou arroz integrais

Lanche da tarde: 1 iogurte com cereais, 1 gelatina ou 1 maçã

Jantar: Legumes e cogumelos salteados com peixe

Texto: Rita Caetano com Biscaia Fraga (cirurgião plástico), Fernando Guerra (dermatologista), Francisco Ibérico Nogueira (cirurgião plástico), Mariana Morais (médica de clínica geral), Paula Santos (master trainer do Clube Holmes Place Amoreiras) e Pedro Queiroz (nutricionista)

artigo do parceiro:

Comentários