Os segredos das editoras de beleza

Especialistas das principais revistas femininas portuguesas partilham gestos específicos que têm com a pele, com o cabelo e com as unhas. Uma dermatologista comenta

Têm um papel importante no universo da cosmética. Conhecem (e experimentam) em primeira mão os novos produtos, ainda antes de serem lançados no mercado, têm acesso aos estudos por detrás das fórmulas, dominam termos técnicos, os nomes dos ingredientes ativos e a ação que têm na pele. Contactam com investigadores e, no final, traduzem para os leitores das publicações em que escrevem aquilo que absorvem de toda a informação e experiências que vivem.  Mas, apesar de estarem rodeadas de novidades, cada editora de beleza tem rituais próprios de que não abdica.

Alguns são úteis em situações SOS, como revela Isabel Vidal, da revista Activa. «Quando não tenho à mão uma fórmula específica para nutrir as cutículas, massajo-as com bálsamo labial. Ficam logo com bom aspeto», revela. Outros são gestos simples que fazem diferença, como deitar algumas gotas de óleo de coco na emulsão corporal para conseguir uma hidratação perfeita «nas zonas secas, como os joelhos e calcanhares», explica Joana Brito, editora de beleza da revista Elle.

- Hidratar o interior dos braços e coxas

«Quando aplico hidratante no corpo, nunca esqueço o interior dos braços, coxas, a zona atrás do pescoço e os lados do tronco», confessa Susana Chaves, editora de beleza da revista Vogue. «São zonas que também envelhecem, mas que muitas vezes nos esquecemos», justifica. O ritual é realizado sobre a pele limpa e seca após o banho e pode incluir a aplicação de vários produtos. «Chego a usar vários cremes, um refirmante de peito/decote, um adelgaçante na barriga e coxas e um hidratante/refirmante no resto do corpo ou autobronzeador de corpo para manter o tom. Nem sempre aplico todos mas, se tiver tempo, pode acontecer», refere.

O que diz a dermatologista

O ritual que segue é a atitude certa, considera Manuela Cochito, dermatologista. «Os cremes atuam a médio e longo prazo e se for rotineira na aplicação, nota-se a diferença», assegura. Convém «ter a noção de que os braços e pernas são sempre as zonas mais secas do corpo, comparativamente ao tronco. As mulheres jovens e de pele oleosa/acneica devem hidratar com moderação ou com um creme menos gordo as costas e a parte superior do tronco para evitar borbulhas», adverte, contudo.

É preciso também não esquecer o decote (sobretudo após os 40 anos), pois sofre com a exposição solar e envelhece mais rapidamente do que o rosto. Se não tem acne, «hidrate a zona do decote quando põe o creme de corpo e o de rosto. Em vez de ser esquecido passa a ser duplamente mimado», recomenda ainda a especialista.

Dica da editora de beleza

Com um pincel de base, aplique um pouco de autobronzeador fazendo uma linha imaginária, entre a orelha e o canto da boca, esbatendo ligeiramente. «Tem um efeito ótico duradouro que salienta e emagrece os contornos», afirma Susana Chaves.

Susana Chaves

Veja na página seguinte: Os cuidados da editora de beleza da revista Elle

Comentários