A arte de bem escolher e aplicar o blush

Confere maior personalidade ao rosto mas também o pode prejudicar se não tiver o tom certo. Descubra tudo o que precisa de saber em quatro lições muito simples

Essencialmente em pó e disponível em vários tons, o blush tem o condão de conferir maior personalidade ao rosto. Além de melhorar o aspeto da pele, permite esculpir a face, valorizando alguns dos seus atributos naturais ou disfarçando outros. Aplica-se geralmente depois do fond-de-teint, iluminando a epiderme do rosto. Muitas maquilhadoras defendem a sua aplicação com a ajuda de um pincel, com movimentos circulares suaves, mas há uma série de outros cuidados a ter. Estas são as quatro lições a seguir:

Lição nº 1: Escolha a cor certa

O rosa é ideal para uma pele de porcelana. O coral fica bem às ruivas e às morenas.

Lição nº 2: Domine o gesto

Para esculpir o rosto aplique o blush na zona abaixo das maçãs do rosto, partindo da orelha até ao centro da face. Para um aspeto natural, aplique-o nas bochechas com movimentos circulares.

Lição nº 3: Consiga a textura que deseja

Para aumentar a duração da maquilhagem siga uma regra. Pó sobre pó, creme sobre creme. Se pretende aplicar uma base em creme e um blush em pó utilize uma nuvem de pó transparente entre os dois.

Lição nº 4: Utilize os utensílios certos

Os cremes e as mousses podem aplicar-se simplesmente com a ponta dos dedos. O pincel é indispensável na aplicação do pó.

artigo do parceiro:

Comentários