Ter ou não ter consciência fonológica

Parece óbvio para quem sabe ler que “aqueles sons associados às letras são precisamente os mesmos sons da fala”, mas não é!

Durante o período de desenvolvimento de uma criança, a mesma está sujeita a um conjunto diversificado de estímulos sonoros, dentre os quais, os sons de fala. É através desta exposição que, inconscientemente e informalmente a criança inicia o seu processo linguístico até atingir todas as etapas de aquisição linguística. ?

O processamento fonológico, intrínseco a cada indivíduo, tem como função a extração do significado, desde a receção auditiva, passando pela descodificação e compreensão do que ouve. Só através da compreensão é que podemos estabelecer trocas comunicativas.

Que consciência fonológica o seu filho deveria ter antes de entrar no 1ºciclo?

Para a aprendizagem formal e explícita da linguagem, ou seja, a leitura e escrita, é necessário um conhecimento mais profundo acerca das caraterísticas do código - a metalinguística. ?

A consciência fonológica é crucial para a aprendizagem do código alfabético para a leitura e escrita, principalmente a consciência fonémica, ou seja, a capacidade de fazer corresponder um fonema a um grafema, constituindo, assim, o Princípio Alfabético. Para tal é necessário perceber que se pode dividir uma frase em palavras, palavras em diferentes sílabas e, em cada sílaba, isolar-se os sons, fonemas. ?

A presença de dificuldades ao nível das competências fonológicas é um forte indicador de que o seu filho poderá ter um menor desempenho durante a aprendizagem formal da leitura e da escrita, detetável no pré-escolar, quando a descoberta do mundo das letras se inicia. Descartando-se as alterações auditivas e visuais, permanece a dificuldade de associação entre sons e letras para o código escrito. ?

Comentários