Pequenos grandes chefs

Conheça alguns dos workshops que ensinam a arte culinária aos mais jovens

Incentivar as crianças a comerem de forma saudável é cada vez mais importante e nunca foi tão fácil ensiná-las a cozinhar.

 

Não faltam programas de televisão inteiramente dedicados à gastronomia e ao prazer de comer, que inspiram graúdos e miúdos de igual modo.

 

Talvez a versão infantil mais popular seja o «Masterchef Junior» australiano, já emitido em Portugal no canal SIC Mulher, onde concorrentes com idades entre os 8 e os 12 anos superam desafios na cozinha que deixam qualquer adulto boquiaberto. Mas o sucesso daquela que é considerada uma das profissões da moda não se fica por terras longínquas. Por cá proliferam cursos de culinária, que dão a conhecer as tradições e costumes gastronómicos portugueses através de atividades pedagógicas aliciantes para os mais pequenos.

 

Academia dos Sabores

 

Práticos e descontraídos, os cursos que a Vaqueiro oferece na Academia dos Sabores, em Lisboa, permitem aos mais jovens aperfeiçoar a arte culinária de forma divertida. Estes cursos infantis «ajudam as crianças a desenvolverem-se psicologicamente, a serem mais independentes e a não terem medo de arriscar», segundo Cláudia Silva Lourenço, gerente da marca Vaqueiro. E nada melhor do que aproveitar dias simbólicos como o Dia da Mãe e o Dia da Criança, para conviver e promover o interesse dos mais pequenos pela cozinha.

 

A Cozinha Não Morde

 

«Muitas vezes os pais não têm tempo para ensinar ou não gostam que os filhos desarrumem a cozinha», explica a chef Berenice Cisneiros, que coordena os cursos de culinária com crianças. Por isso, desde 2007 que A Cozinha Não Morde, em Lisboa, preenche esta lacuna com workshops que «estimulam a criatividade e visam tornar as crianças mais auto-suficientes».

 

Todos os fins de semana animam aniversários com atividades gastronómicas variadas e, mensalmente, organizam cursos de culinária para mini-cozinheiros (dos 6 aos 10 anos), jovens cozinheiros (dos 11 aos 15 anos), e adolescentes (maiores de 16 anos). Durante os períodos de férias oferecem workshops para os futuros chefs, que podem ter a duração de um a quatro dias.

 

QB Essence

 

«As crianças adoram pôr a mão na massa», afirma Sandra Sternberg, do QB Essence, em Oeiras. Naturalidade, franqueza e boa disposição caracterizam as crianças que frequentam estes workshops de culinária, que têm como objetivo exercitar a criatividade, treinar a organização, incentivar o raciocínio rápido e a boa higiene. Procura-se que o menu seja variado e divertido de confecionar, começando pela tradicional sopa, passando por um prato de massa com carne e acabando na sobremesa com chocolate e por um bom sumo natural.

Comentários