De pequenino se lava o dentinho

Seja um bom exemplo para os seus filhos no que toca à higiene e saúde oral.

Ao fim de quase 12 anos, o programa de saúde oral criado pela Direcção-Geral da Saúde tarda em ser posto em prática pela população. O Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral estabelece uma série de medidas de forma a reduzir a incidência e prevalência das doenças orais em criança e jovens. Algumas das indicações importantes são:

  • A higiene oral (escovagem dos dentes) deve começar quando surge o primeiro dente e ser realizada com dentífricos de quantidade elevada de flúor (1.000-1.500 ppm). A dose é equivalente à unha do dedo mindinho da criança e a escovagem deve ser realizada, no mínimo, duas vezes por dia (uma delas obrigatoriamente antes de dormir);
  • Cumprindo esse pressuposto, deixa de estar indicada a suplementação com flúor, exceto a partir dos três anos para crianças com alto risco de cárie;
  • Em casa e no jardim-de-infância, devem ser ensinados os princípios de uma alimentação saudável, incluindo a escolha de alimentos menos cariogénicos.

Apesar de ser um tema controverso, é sensato realizar a primeira consulta por volta dos três anos, quando a criança já é capaz de colaborar melhor. Se surgir algum problema antes, deverá ser antecipada.

Há quem defenda que seria melhor antes dos dois anos, mas a maior parte das crianças nessa idade não consegue colaborar adequadamente. Em jeito de conclusão, tenho que deixar um conselho a todos os pais: sejam bons exemplos!

Se os vossos filhos vos virem preocupados com a saúde e higiene oral, certamente irão valorizar esse comportamento.

Comentários