10 passos para pôr o seu filho a estudar melhor

Nunca como hoje as crianças se viram rodeadas de tantos fatores que potenciam a sua distração e dificultam a sua concentração. Veja o que pode fazer para as ajudar a focar.

Para a criança se tornar autónoma e segura de si, os pais devem acompanhar o seu progresso nos estudos e dar-lhe, progressivamente, espaço para que tome a iniciativa de estudar e trabalhar sozinha. Este aspeto reveste-se ainda de maior importância numa altura em que a televisão, os computadores, os jogos electrónicos, os tablets e os smartphones disputam os interesses e o tempo livre dos mais pequenos.

Siga os conselhos do autor de «Adeus às Más Notas», Fernando Alberca, professor e escritor, que compilou 10 estratégias a implementar em casa:

1. Num ambiente sem distrações, coloque sobre a mesa apenas o material que vai usar e o livro aberto na página que a criança deve estudar.

2. Calcule o tempo que levará a estudar aquela quantidade de matéria e defina um plano flexível e realista.

3. Sente-se ao seu lado enquanto faz os trabalhos de casa, sem dizer quais são as soluções para os problemas.

4. Verifique como a criança chega aos resultados, se leu bem e interpretou corretamente o enunciado.

5. Se a criança não compreende algum passo para a resolução dos problemas, explique de forma clara e sucinta, sem se irritar nem entrar em stresse.

6. Incentive à leitura. Se a criança lê devagar, ou tem de voltar atrás várias vezes na leitura, ou nunca consegue identificar os pontos essenciais daquilo que lê, escolha um texto com quatro parágrafos (no máximo). Divida-o e peça ao seu fi lho que escreva o significado de cada oração. No final, a criança deve explicar oralmente o que o texto quer dizer.

7. Reaja de forma pouco efusiva e emocional perante erros e dificuldades, evitando que a criança associe o estudo a um momento de ansiedade.

8. Comece a ausentar-se do local onde a criança faz os seus trabalhos de casa, quando sentir que já está mais à-vontade com as técnicas de estudo.

9. Pergunte ao seu filho se quer que lhe veja os trabalhos. Se ele responder que não, é porque ainda não interiorizou a matéria.

10. Reforce positivamente os sucessos, especialmente se tiverem sido conseguidos sem ajuda direta.

Texto: Filipa Basílio da Silva

artigo do parceiro:

Comentários