A importância dos picos de crescimento

Conheça o que são, quando acontecem e tudo aquilo que podem trazer de bom, mau e terrível.

Todas as mães passam por estas fases com os seus bebés e muitas vezes um pico de crescimento torna-se numa fase de dúvida pois há muitas transformações a acontecer no bebé ao mesmo tempo. Os picos de crescimento do bebé, também conhecidos como surtos de crescimento, são súbitas explosões de crescimento e que são normalmente caracterizados pelo aumento de peso, de comprimento e de perímetro cefálico a um ritmo superior ao normal. O bebé poderá, igualmente, ter atingido uma etapa do seu desenvolvimento ou ter adquirido uma competência a qual tinha andado a treinar. Mas atenção: um bebé poderá atravessar um pico de crescimento sem manifestar sinais óbvios e só numa pesagem aperceber-se que o seu peso aumentou consideravelmente.

Como se manifestam?

Os picos de crescimento estão relacionados às fases de conquista de cada novo marco de desenvolvimento do bebé como sentar, gatinhar, ficar de pé ou dar seus primeiros passos. O bebé normalmente fica mais agitado porque quer fazer de forma repetitiva o que aprendeu, inclusive na hora de dormir, o que exige esforço das funções cerebrais do bebé. Assim sendo os bebés podem ter um comportamento irritadiço e acordar com mais frequência, seja nas sestas ou no sono noturno. Mas como nem todos os picos de crescimento são iguais, há alguns em que ele também pode passar a dormir mais. Um dos sintomas quase sempre presentes num pico crescimento é o passar a comer mais e comer sem se saciar. Durante os picos de crescimento é importante oferecer ao seu bebé o que ele deseja: se ele quer mamar ou comer mais papa, deixe-o fazer isso. Deixe-o fazer mais sestas, dormir mais cedo ou acordar mais tarde... Não se preocupe que depois as rotinas voltam ao normal.

Quando costumam acontecer?

Alguns especialistas consideram que existem fases em que o bebé até um ano de idade poderá, tendencialmente, passar por um pico de crescimento e consideram 7 picos de crescimento: às 2 e 3 semanas, às 6 e 8 semanas, aos 3 meses, aos 6 e aos 9 meses. No entanto, os picos de crescimento poderão suceder a qualquer altura, dependendo do padrão de crescimento de cada bebé. Nos bebés recém-nascidos duram normalmente entre um e dois dias. Nos bebés mais velhos podem durar até uma semana.

Se o seu bebé estar a leite materno exclusivo não se engane e pense que é o seu leite que não é suficiente, estas fases acontecem e é normal que sinta o seu peito menos cheio porque o bebé irá mamar mais, no entanto essa estimulação também acaba por produzir mais leite.

Leia sobre: A visão do bebé

Veja ainda: Quais as cores normais do leite materno

artigo do parceiro:

Comentários