Passadiços do Paiva vão ser prolongados

A nova atração turística do concelho de Arouca, que tem feito furor e atraído muitos visitantes este verão, vai ter novas infraestruturas. Mas só lá mais para 2017…

Mais quatro quilómetros a juntar aos oito que já existem, um museu, casas de banho e até um bar suspenso. Estes são alguns dos projetos em cima da mesa para valorizar aquela que já é considerada a atração turística revelação de 2015. Um investimento de dois milhões de euros, parcialmente financiados por verbas comunitárias, que prevê ainda a construção de uma nova ponte suspensa sobre o rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro. Veja a galeria de imagens dos Passadiços do Paiva.

Localizada na margem esquerda do curso de água, a infraestrutura é composta por estruturas de madeira que formam um percurso pedonal «por entre paisagens de beleza ímpar, num autêntico santuário natural, junto a descidas de águas bravas, cristais de quartzo e espécies em extinção na Europa», explica o site do empreendimento. A intervenção prevista contempla a ligação pedonal na zona da Garganta do Paiva com a construção de uma ponte suspensa de cerca de 400 metros de altura.

Idêntica à já instalada no Vale do Paiva, com 200 metros de altura, a passagem irá ligar o atual passadiço ao topo da Ribeira das Aguieiras, onde existem 15 moinhos junto à cascata de água que se desenvolve ao longo de mais de 200 metros de encosta. A ideia da autarquia é recuperar as construções. A instalação de um museu na Quinta do Picota, que passará a chamar-se Quinta Museu da Raça Arouquês, é outro dos projetos.

Bar suspenso será construído sobre a água

A construção de um bar suspenso sobre a água também está a ser equacionada, tal como a construção de casas de banho na Praia Fluvial do Vau. «Sentimos que as que temos são deficitárias em termos de dimensionamento. Têm de ser limpas todos os dias, de manhã e à noite, porque não estavam dimensionadas para o número elevado de pessoas que ali se deslocam», afirmou já publicamente José Artur Neves, presidente da Câmara Municipal de Arouca.

Com partida do Areinho ou da Espiunca, os Passadiços do Paiva, de acesso gratuito e abertos 24 horas, percorrem linearmente 8,7 quilómetros. Durante cerca de duas horas e meia, os visitantes descobrem as belezas naturais da Garganta do Paiva, da Cascata das Aguieiras, da Praia Fluvial do Vau, da Gola do Salto e Falha de Espiunca. A gestão e a manutenção do empreendimento é da responsabilidade da autarquia local.

Texto: Luis Batista Gonçalves

artigo do parceiro:

Comentários