Empresa de Coimbra leva portugueses a pôr as mãos na terra

Chama-se Terra Fresca e lançou um serviço de gestão sustentável de hortas que está a levar médicos, escritores e profissionais liberais a (re)descobrir os prazeres do admirável mundo da agricultura

Foi batizada de Terra Fresca e o seu principal foco de negócio são as hortas sustentáveis. A ideia nasceu em Coimbra, em 2013. Foi um processo germinativo compassado, tal como sucede na natureza. A cada dia foram-se arrumando ideias e construindo o conceito, dando conteúdo à sustentabilidade e definindo os compromissos a estabelecer com a comunidade. A empresa inaugura um modelo inovador, que prevê a prestação de um serviço de gestão sustentável de hortas, permitindo que os parceiros, empresas, famílias e cidadãos, possam conciliar a atividade de produtor responsável com o tempo disponível.

O objetivo é promover a qualidade alimentar, a produção e o consumo local e responsável, segundo modos de produção ambientalmente exigentes, com critérios de design e excelência paisagística, traduzindo-se no aumento da diversidade biológica. O projeto privilegia parcerias com instituições de solidariedade social e, nesse âmbito, foi já possível celebrar uma parceira com a Graça de São Filipe, sediada em Bencanta, que assume um caráter estratégico.

A forma como esta instituição particular de solidariedade social (IPSS) recebeu o projeto constituiu um incentivo e permitiu acelerar o seu desenvolvimento. A Terra Fresca interpreta de forma global os quatro pilares da sustentabilidade (económico, social, ambiental e institucional) e pretende colocar ao dispor dos cidadãos, das famílias e das organizações, entre as quais as empresas, um conjunto de serviços que lhes assegure a concretização da responsabilidade social.

Assim sendo, conceberam-se várias modalidades:

- Modalidade 1 (dedicação total)

Neste regime cabe ao parceiro realizar todas as tarefas inerentes à atividade hortícola.

Modalidade 2 (dedicação regular)

Neste regime, o parceiro define, com a Terra Fresca, as culturas, cabendo a esta a realização de todas as tarefas, da fase da sementeira e/ou da plantação à colheita.

Modalidade 3 (dedicação moderada)

Neste regime, o parceiro define, com a empresa de Coimbra, as culturas, cabendo a esta a realização de todas as tarefas, da fase da sementeira e/ou da plantação à colheita, incluindo a entrega dos produtos.

Modalidade 4 (empresas)

Neste regime, o parceiro define, com a Terra Fresca, as culturas, cabendo a esta a realização de todas as tarefas, da fase da sementeira e/ou da plantação à colheita, incluindo a entrega dos produtos.

A Terra Fresca em números

A empresa de Coimbra conta com cerca de 55 parceiros, estando cerca de 190 indivíduos envolvidos no projeto, que já permitiu a criação de três postos de trabalho. Nos últimos anos, já foram cerca de 465 as crianças envolvidas em atividades pedagógicas e cerca de 2,5 toneladas de produtos hortícolas produzidos. Em termos operacionais, foram assinados cinco protocolos com diversas instituições particulares de solidariedade social.

Veja na página seguinte: A opinião de quem já experimentou

Comentários