Plantas junto ao mar bonitas todo o ano

Saiba quais são as flores e as árvores que garantem uma maior resistência (fotos)

Quem tem um jardim, uma varanda ou um terraço perto do mar sabe bem a dificuldade que é conseguir ter plantas bonitas e saudáveis ao longo do ano. Como lutar contra a natureza é sempre inglório o melhor é escolher plantas que se adaptem facilmente às condições existentes, nomeadamente vento muitas vezes carregado de salsugem (ar do mar), uma exposição solar intensa, temperaturas elevadas e secura, que com o aumento do vento aumenta a evapotranspiração provocando a secura das plantas.

Cuidados ao plantar

«No caso de o solo ser salino, podemos ter que fazer algumas correções adicionando enxofre para atenuar os efeitos do sal e poder utilizar uma maior gama de plantas. Antes de plantar, deve colocar matéria orgânica que irá ajudar na dissolução do sal e promove um melhor desenvolvimento das plantas. Nestas zonas, deve ter sempre o cuidado não só de regar como de manter o solo húmido nos dias a seguir à plantação», recomenda Teresa Chambel, arquiteta paisagista.

Barreiras de proteção contra os ventos

Sempre que possível é conveniente criar sebes altas corta-vento (no sentido dos ventos dominantes) com plantas resistentes que irão servir de barreira de proteção para as plantas mais sensíveis. «Esta sebe acabará por sofrer o primeiro embate dos ventos carregados de sal e pode até do lado do vento não estar muito bonita, mas cumpre a sua função de proteção. As plantas que mais utilizo nestas situações são as melaleucas, metrosideros, pitósporo, mióporo, lantana e alecrim», sugere Teresa Chambel.

Plantas mais adequadas ao ar do mar

Grande parte das plantas que podemos e devemos utilizar em zonas perto do mar são plantas da nossa flora mediterrânica, pois estão adaptadas às condições a que vão ser sujeitas, secura, ventos intensos e temperaturas elevadas. As plantas dunares são uma ótima escolha até para floreiras e varandas. Os catos e as suculentas como as agaves, aloés ou dracaenas são sempre uma opção segura pois estão preparadas para as situações mais extremas.

«Também utilizo muitas vezes gramíneas pois são resistentes à secura, não necessitam de muitas regas e em mancha fazem um efeito bonito. Gosto de as conjugar com alfazemas, alecrins e armérias. Da minha experiência selecionei algumas das plantas que tenho utilizado com mais sucesso nestas condições, parte delas são da flora mediterrânica», acrescenta a arquiteta paisagista.


artigo do parceiro:

Comentários