Os arbustos resistentes que tornam qualquer inverno mais colorido

Os cotoneásteres, robustos e versáteis, adaptam-se bem a diferentes condições de temperatura e exposição solar e têm bagas vermelhas exuberantes nos meses de maior frio.

Este extenso género contém muitas espécies de folha caduca e de folha persistente com forma irregular, desenvolvendo ramagens abertas e despenteadas. O porte também pode variar muito de planta para planta. Neste artigo, destaco duas espécies de cotoneaster muito presentes nos nossos jardins e, por conseguinte, mais fáceis de encontrar nos centros de jardinagem.

O Cotoneaster horizontalis é um arbusto de folha semicaduca de porte baixo com crescimento horizontal. As folhas são pequenas, ovaladas, lustrosas e verdes-escuras. As flores surgem com abundância entre a primavera e o verão e são muito atrativas para as abelhas. Os frutos são pequenas bagas vermelhas brilhantes que nascem no fim do verão e permanecem até ao inverno.

É mais indicado para cobertura de solo, bordaduras e rock gardens. Também pode ser cultivado em vaso. Já o Cotoneaster lacteus, outra das hipóteses que lhe sugerimos, é um grande arbusto ou pequena árvore de crescimento vigoroso e de folha persistente que pode atingir entre dois a quatro metros de altura. As flores são ovais, com cerca de seis centímetros.

Tanto as suas flores como os seus frutos são desenvolvidos em cachos muito exuberantes e ornamentais. Estes arbustos podem ser plantados isolados ou em grupo a formar cercas vivas. Veja o vídeo com árvores e arbustos ideais para espaços pequenos. Saiba também quais são as atenções especiais que as suas flores exigem no inverno.

Plantação

Os cotoneásteres são plantas muito versáteis que devem estar ao sol, mas são tolerantes a sombra parcial. São muito resistentes ao frio e à geada. Preferem terrenos férteis e irrigados, apesar de crescerem em qualquer tipo de solo. Podem-se multiplicar por semente ou estacas.

Manutenção

A poda de formação é uma operação importante para manter um crescimento uniforme e controlar um pouco a rebeldia do seu desenvolvimento, garantindo uma estrutura de ramos fortes. Uma vez bem estabelecidas, estas plantas raramente necessitam de poda. À medida que envelhecem, os cotoneásteres têm tendência para ficarem despidos de folhas na base.

Nestes casos, uma poda drástica poderá ser uma solução dado esta planta responder muito bem à poda. Os cotoneásteres são muito resistentes aos ataques por pragas e doenças. Para tal é importante manter as plantas bem alimentadas com fertilizações regulares. Durante o primeiro ano, a rega é fundamental. Após bem enraizadas, estas plantas toleram secas moderadas.

Informações úteis

O seu nome vulgar é cotoneáster. Têm a particularidade de apresentar bagas vermelhas no outono e inverno. O local de plantação que eleger deve contemplar sol ou sombra parcial, dando-se esta planta em qualquer tipo de solos. Pode ser usada em bordaduras e em rock gardens, as famosas rocalhas, mas também há quem use estes arbustos como planta isolada.

Algumas espécies de cotoneáster possibilitam a criação de bonsais lindos porque conjugam uma série de fatores favoráveis, nomeadamente a forma arqueada dos ramos, as numerosas flores e bagas pequenas e também o facto de responderem bem à poda. Se é apreciador de bonsais, saiba também como tratar do seu bonsai no inverno.

Os arbustos resistentes que tornam qualquer inverno mais colorido

Texto: Tiago Veloso (engenheiro florestal)

artigo do parceiro:

Comentários