5 plantas que vão aromatizar (ainda mais) o seu jardim

Existem variedades botânicas que se adaptam perfeitamente a uma bordadura de medicinais. Saiba quais são e como as deve dispor na terra para as cultivar.

As plantas aromáticas, ideais para utilizar em bordadura ao seu relvado e no jardim, poderão conferir um uso versátil, tanto para a cozinha, como repelente de mosquitos, a aromas incríveis. Quando se faz o planeamento de um jardim, a forma mais tradicional de o fazer é evoluindo da clareira, para a orla e depois para a mata, passando de um espaço mais aberto, para outro de transição com arbustos e/ou flores e finalmente para um outro de sombra, com árvores.

No espaço dito de clareira, é muitas vezes usual plantarem-se relvados, para favorecer uma zona de verde homogéneo, em contraste com as arbustivas da orla. Esta zona é ideal para correr, passear, usufruir do espaço verde, sem qualquer impedimento físico. Os relvados, se estiverem na presença de muitas árvores, sujeitos a sombra, convém que sejam relvados que consigam aguentar estas condições de ensombramento.

Relvas como a da Grass4garden, uma relva com uma mistura de 80% de Festuca arundinacea e 20% de Poa pratensis, apresenta-se como uma das relvas naturais prediletas para estes casos, com grande tolerância ao ensombramento e de fácil manutenção. Quando planear o seu jardim de aromáticas, ordene sempre as plantas por tamanho, ficando as que possuem um crescimento mais pequeno à frente, e atrás as maiores, e conjugue as cores e texturas, por forma a tornar o seu espaço ajardinado mais dinâmico e divertido.

As cinco variedades que deve privilegiar

Tenha, contudo, em atenção que as exigências de rega das plantas aromáticas são menores que as dos relvados e, por esse facto, deverá prever outro setor de rega para estas arbustivas, com rega gota a gota. Estas são as cinco espécies recomendadas para uma bordadura de plantas aromáticas:

1. Lavandula stoechas

A lavandula stoechas, também conhecida como rosmaninho, é uma planta aromática nativa da região mediterrânica, com um aroma muito característico, é um excelente repelente de mosquitos. É bastante usada para chás e tempero de carnes.

2. Artemisia drancunlus

O estragão é uma planta herbácea, de origem americana, que se adapta a climas mediterrânicos. É uma planta que não deve faltar na horta doméstica, pois é uma excelente planta que repele insetos e outras pragas. O seu formato arredondado, textura e cor são excelentes para formar planos de fundo e enaltecer floríferas, por exemplo.

Veja na página seguinte: 3 ervas aromáticas que também podem ser usadas como plantas ornamentais

Comentários