Terão as mulheres menos desejo sexual que os homens?

É uma crença ainda enraizada mas não passa de um mito. O médico urologista Nuno Monteiro Pereira explica porquê

Ao contrário do que muitos julgam, a intensidade do desejo sexual é semelhante nos homens e nas mulheres. Contudo, existem diferenças. Na maioria dos homens, o desejo é quase omnipresente, sendo a excitação facilmente desencadeada por um adequado estimulo erótico. Na generalidade das mulheres, as coisas não se passam assim. «Enquanto os homens, para conseguirem uma ereção peniana, têm de sentir desejo sexual, já as mulheres podem ter relações sexuais sem sentir desejo», esclarece Nuno Monteiro Pereira, médico urologista, diretor da Clínica do Homem e da Mulher.

«Só depois das mulheres iniciarem o ato sexual, é que surge a excitação, a lubrificação vaginal e o desejo sexual, podendo a relação terminar com orgasmo e satisfação sexual», ilustra ainda o especialista. No entanto, pode não acontecer nada disto, porque a resposta sexual da mulher pode exigir premissas, por vezes complexas, como o contexto, a segurança, o afeto ou/e a atração sexual. «Enquanto os homens são capazes de separar o sexo do afeto, a maioria das mulheres não o é», conclui o médico.

artigo do parceiro:

Comentários