Hoje é Dia Mundial da Mulher Rural

Data foi instituída em 1995, assinala-se anualmente a 15 de outubro e tem por objetivo alertar para o papel determinante que o sexo feminino desempenha num universo tradicionalmente muito masculino

Hoje celebra-se o Dia Mundial da Mulher Rural. Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) a 15 de outubro de 1995, pretende elevar a consciência mundial sobre o papel da mulher. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), que escolheu para este ano o tema «Empoderar a mulher rural e eliminar a pobreza e a fome», as mulheres constituem cerca de 43% da mão de obra agrícola nos países em desenvolvimento.

Chegam mesmo a representar mais de 70% da força de trabalho nalgumas das economias baseadas fundamentalmente na agricultura. Apesar de terem passado 17 anos desde que a ONU, na na sua quarta conferência sobre a mulher, realizada em Beijing, na China, instituíram o dia, muita coisa mudou. Mas também muito continua por mudar. «As mulheres rurais recebem uma remuneração inferior à dos homens e frequentemente ficam para trás no acesso a educação, na formação, na tecnologia e na mobilidade», afirmou publicamente, em março deste ano, Juan Somavia, diretor-geral da OIT.

«As mulheres rurais são agricultoras, pescadoras, pastoras e empresárias. Garantem a preservação das identidades étnicas, dos conhecimentos tradicionais e das práticas sustentáveis. Prestam cuidados, criam os filhos e tomam pessoas à sua guarda. Desempenham um papel essencial no desenvolvimento agrícola, na segurança alimentar e nutricional e na gestão dos recursos naturais», sublinhou também já o secretário geral da ONU, Ban Ki-Moom, numa mensagem reproduzida no site da MARP - Associação das Mulheres Agricultoras e Rurais Portuguesas.

Texto: Luis Batista Gonçalves

artigo do parceiro:

Comentários