Dia da Mulher: portuguesas ganham menos em quadros superiores

No dia 8 de Março urge recordar ainda que elas são as mais afectadas pelo desemprego

Segundo informação da Pordata, base de dados da Fundação Francisco Manuel dos Santos, as mulheres estão em maioria no que diz respeito à população residente em Portugal, casam cinco anos mais tarde do que em 1970 e têm menos filhos.

Os dados que reportam a 2009 referem ainda que elas ganham menos do que os homens nos quadros superiores e são as mais afectadas pelo desemprego.

Amanhã, 8 de Março, dia da Mulher, comemora-se também os cem anos desde a Conferência de Copenhaga quando foi instituída oficialmente esta efeméride.

Um pouco por todo o país pululam comemorações. O Movimento Democrático de Mulheres organiza um conjunto de iniciativas que procuram mobilizar as mulheres portuguesas para a defesa dos seus direitos e celebrar uma data fundamental para a emancipação das mulheres em todo o mundo. Assim, por volta das onze haverá uma distribuição de flores no Chiado e às 14:30 um cordão humano co-organizado com a União dos Sindicatos de Lisboa, em direção à residência do primeiro-ministro, em São Bento.

Em Coimbra, o Centro de Formação do Sindicato dos Professores da Região Centro comemora com uma reflexão sobre a igualdade/desigualdade de oportunidades que ocorrem em vários sectores de actividade, incidindo este ano no tema “A Mulher e o Desporto”.

7 de Março de 2011

artigo do parceiro: Nilza Rodrigues

Comentários