Guia para comprar casa com 30% de desconto

Tudo o que precisa de saber para adquirir imóveis nos leilões que os bancos fazem

A crise é, muitas vezes, encarada como uma oportunidade.

E, no caso do mercado imobiliário, é mesmo, pois há cada vez mais leilões com preços apetecíveis. Saiba como funcionam.

Fruto da atual conjuntura de crise, muitas famílias não têm condições para pagar a prestação do crédito ao banco, que fica, assim, com as casas.

Para escoarem o stock de imóveis, os bancos organizam leilões e vendem-nos com descontos de 30%, spreads competitivos, isenção de várias despesas e financiamento total. As finanças também organizam leilões de bens penhorados.

Onde encontrar informação sobre os leilões?

Pesquise os calendários dos leilões nas páginas oficiais das instituições financeiras em Portugal, das duas leiloeiras especializadas na venda deste tipo de imóveis (a Luso-Roux e a Euro-Estates), em imobiliárias e no portal de venda eletrónica de bens penhorados, acessível em e-financas.gov.pt/vendas.

Quais as vantagens de comprar nos leilões?

Há ofertas para todos os gostos de norte a sul do país. Nestes leilões, são vendidos imóveis, mobiliário, viaturas, participações sociais em empresas, entre outros bens. Regra geral, os preços apresentam um desconto de 30% face ao valor de mercado. Além disso, os bancos e as Finanças facilitam as condições de comercialização destes bens.

Como funcionam os leilões?

Há diferentes tipos de leilões. Estes podem ser presenciais, eletrónicos, por negociação particular com recurso a mediadores autorizados ou através da entrega de propostas em carta fechada.

artigo do parceiro:

Comentários