Os segredos dos medicamentos homeopáticos

O número de pessoas que recorre a estes fármacos tem vindo a aumentar. Conheça os princípios e as etapas de produção das soluções terapêuticas da homeopatia.

Um dos princípios basilares da hoemopatia assenta na tese de Hipócrates que defende que «semelhante cura semelhante». Trata-se da lei da similitude, segundo a qual certas substâncias que, administradas em grandes doses, provocam sintomas numa pessoa saudável, podem curar esses mesmos sintomas numa pessoa doente,  quando administradas em doses muito pequenas (não tóxicas).

Assim se compreende que o segundo  princípio da homeopatia (lei das doses infinitesimais) seja a administração de doses muito pequenas de  substâncias medicinais. Para tal, o ingrediente ativo é completamente diluído para perder a sua toxicidade e  deixar de ser um agressor para o organismo, sem perder a sua eficácia.

Matérias-primas

As substância primárias dos medicamentos homeopáticos podem ser de origem vegetal, animal (veneno de  serpentes, por exemplo), mineral e compostos químicos.

Tintura-mãe

É preparada uma solução através de maceração em álcool das matérias-primas. Na maioria dos casos,  plantas frescas são encharcadas e misturadas em frascos de vidro ou aço inoxidável durante 10 dias a três semanas. Se for necessário mais tempo, essa mistura é colocada numa prensa hidráulica e filtrada. Os minerais ou compostos químicos não solúveis em água ou álcool são previamente triturados e misturados  com lactose.

O método de diluição

As tinturas-mãe podem ser usadas de forma independente, para produzir alguns medicamentos compostos ou diluições homeopáticas mais elevadas. No processo de diluições múltiplas, as substâncias ativas perdem gradualmente a toxicidade, mantendo o efeito de cura.

Existem vários métodos de diluição. No mais usado nos medicamentos homeopáticos vendidos em Portugal (a diluição centesimal de Hannemann), uma parte da tintura-mãe é adicionada a 99 partes de álcool a 70 por cento e agitada vigorosamente por aparelhos  especializados (processo de dinamização).

A fase de impregnação

A diluição homeopática é depois incorporada em pequenas bolas formadas a partir de uma mistura de  sacarose e lactose (grânulos ou glóbulos). Para tal, é constantemente misturada e pulverizada em frascos especiais. As soluções podem ser usadas em comprimidos, xaropes e pomadas.

Cuidados a ter

Estas são algumas das regras que deve seguir:

- Respeite o prazo de validade do medicamento homeopático.

- Não o exponha a temperaturas elevadas e evite tocar-lhe com os dedos.

- Grávidas ou mulheres a amamentar devem consultar o médico assistente antes de tomar medicamentos homeopáticos.

- Não se recomenda a toma destes medicamentos a crianças com menos de um ano. Nas restantes idades, é aconselhável a consulta prévia do médico que acompanha a criança.

Na consulta

Para além do diagnóstico médico clássico, a homeopatia analisa o estado de saúde geral do paciente, as suas reações e sentimentos, bem como outros fatores que podem influenciar a saúde e estar na base de muitas doenças.

Texto: Cláudia Pinto

artigo do parceiro:

Comentários